RÁDIO SAGRADA UMBANDA - OUÇA - USE OS CONTROLES PARA O VOLUME OU PAUSAR AS MÚSICAS

quarta-feira

A VERDADE E A UMBANDA

A verdade tem muitas faces e pode ser encarada de varias formas, como a Umbanda.

É claro que a face do bem é a única que deve ser observada. Mas, dentro dela, inúmeras são as visões da verdade, como de diversas formas a Umbanda pode ser relatada.

As entidades, os rituais, o todo da Umbanda é olhado por inúmeros ângulos. Isso é importante, por que não se pretende neste trabalho ditar qualquer regra, forma de proceder ou atuar.

Estas cabem em última e primeira instância as entidades patronas da Casa e ao Sacerdote. O objetivo destes escritos não é esse.

Não se pretende aqui normatizar a Umbanda, limitando sua evolução natural e o posicionamento de cada Casa e Sacerdote.
 

Portanto, não se busca padronizar qualquer que seja o comportamento, mesmo por que estaria se cometendo o mesmo erro de Kardec, que ao engessar, paralisou a engrenagem (como será posteriormente exposto este fato decorreu de momento e necessidade histórica).

Não se pretende ditar regras de ritual, posicionamentos de magia ou formas de atuação.

Não é esse o interesse deste trabalho e que bem explicado se torne este fato. Querer impor uma única verdade é castrar as outras e cortar pelo caule, a possibilidade de novos e bem vindos frutos.

O que se dita aqui são formatações básicas, trazendo a baila conceitos gerais, de suma importância a qualquer dos filhos que seguem ou que desejam conhecer a Umbanda.

Por que, a Umbanda, como verdade, possui várias faces.

Todas límpidas, honestas e bondosas, mas ainda, várias faces.

A cada olhar desse ou daquele filho, a Umbanda novamente se revela, dentro de sua verdade do bem, apresentando mais uma face. Por isso, fundamental a coordenação dos trabalhos pela entidade mestre e pelo pai de santo.

Em cada terreiro esta coordenação é uma das faces da verdade Umbandista desde que voltada sempre ao bem e dentro de padrões e premissas fundamentais.

Assim, a verdade da Entidade Chefe e do Sacerdote naquela casa deve prevalecer, sobre a face da verdade dos filhos.

Dentro da bondade, da beleza e das premissas básicas da Umbanda devem as entidades e os pais de santo, reinarem. Cabe aos filhos, ou se submeterem àquela verdade, ou então simplesmente abandona-la procurando outra casa para atuar.

Perguntam os filhos sobre as casas que praticam o mal, a magia negra, auto denominando-se Terreiros de Umbanda.

Ora, estas não são Terreiros Umbandistas. ( Umbanda é Amor e Caridade. Umbanda é e sempre será Luz. Umbanda é gratuita. Umbanda é orientação e nunca conversão. Umbanda é respeito ao livre arbítrio e emanação de amor aos amigos e inimigos. Sacerdote Isaias Pinto Hernandes )

Podem enganar a um tempo, leigos, carentes, crentes, mas nunca irão ditar verdades, pois não têm elas uma de suas faces. A face que apresentam é a da mentira.

E, como diz o santo dito popular, toda mentira tem pernas curtas.

Então, em uma hora ou outra a verdade se fará presente aos filhos que foram enganados. Porque ninguém é para sempre iludido

Se a procura é pelo bem o mal não poderá por muito tempo, fazer morada.

Se a casa que frequenta o filho estiver prestando trabalhos com paga, forças negativas ou com entidades poucos sábias, por certo uma casa de Umbanda não será.

Por isso, fundamental que o terreiro mostre uma das faces da verdade e não as sombras escuras da mentira.

Questionamento comum é também se deve o filho acatar as posições e as verdades tomadas pelas entidades chefes e Sacerdotes.
A resposta é sim, sempre.

A partir do momento em que se trabalha em uma casa, ou se aceita o posicionamento das entidades e encarnados chefes ou então se vai para outra.

Complôs, grupos dissonantes, filhos insatisfeitos devem uma nova casa procurar,  para que encontrem em outro terreiro, uma face da verdade mais similar com a que enxergam.

Isso não quer dizer em momento algum, que os filhos se sintam incentivados a trocarem de terreiros inúmeras e repetidas vezes, como se possível fosse aplacar uma forte insatisfação interna.

Se não conhece o filho a face da verdade, nem sua existência, como querer discordar?

Não existe tal possibilidade. Isso leva muitos filhos ficarem de casa em casa, tentando se adaptar, achando que assim estão progredindo, quando pretendem na verdade, que as casas de fé se adaptem a eles.

Portanto, muitas das vezes, importante aceitar e escutar a face da verdade apresentada pelas entidades patronas.

Quase sempre, se a casa esta pregando o bem e trabalhando sobre a proteção de Oxalá, o pai de santo e a entidade chefe, tem muito mais claramente a visão da verdade, que antes de ser criticada, deve ser aceita.

Não se esta pedindo aqui aos filhos que fechem qualquer canal com a razão, muito pelo contrário.

O que se esta alertando é que, utilizando esta mesma razão, deem ouvidos e obedeçam as entidades que são muito mais conhecedoras da verdade do que eles próprios.

Oxalá é sábio, escreve certo por linhas tortas, é pai e não padrasto, como melhor for.

Essa é a fundamental verdade.

Se uma casa está sendo levada e instruída por determinado Sacerdote e Entidade Chefe, então é por que tiveram, ambos, permissão de Oxalá para estarem naquela posição, e, se por alguma razão não observarem os ditames de Oxalá, rapidamente perderão essa posição.

Irão deixar de serem Sacerdotes, terão suas casas destruídas e não conseguirão reunir sob sua guarda nem filhos nem faces da verdade.

E isso não significa que Sacerdotes  não tenham defeito.

Os tem, e na maioria das vezes, muitos.

Não são perfeitos, não são semideuses, não são entidades, mesmo por que encarnados.

Mas possuem, em sua gama de defeitos a sabedoria e a dignidade de formatar uma das faces da Umbanda e da verdade, a sua verdade.

Portanto, apesar dos defeitos, levam consigo (os verdadeiros pais de santo) a sabedoria necessária para unificar os filhos sob um mesmo teto.

Olhe uma vela, defina sua luz e perceba que apesar de iluminar, de seu fogo queimar, de transmitir calor, a definição será mil em mil.

Nunca é tarde pra lembrar: a verdade, como a Umbanda, tem muitas faces.

Mas, todas, sempre, luminosas.


Pelo Sacerdote e Amigo Fernando do Templo de Pai Maneco

Fonte: Terreiro do Pai Maneco - A minha maior gratidão a Pai Fernando do Templo do Pai Maneco, por estas palavras.



* A palavra "Pai de Santo" fora substituída por "Sacerdote" pelo fato da Sagrada Umbanda não utilizar essa palavra, Pai de Santo, corruptela de tradução da palavra Babalorixá - Pai no Santo, usada pelas amadas Nações do Candomblé. Isaias Pinto Hernandes - Sacerdote e Presidente da Sagrada Umbanda.

sexta-feira

AVISO GERAL AOS MÉDIUNS, ASSISTIDOS E VISITANTES DO CONGÁ SAGRADO.

ATENÇÃO !

INFORMO AOS MÉDIUNS, ASSISTIDOS, VISITANTES DO CONGÁ SAGRADO DE PAI SERAFIM DO CONGO, CACIQUE PENA BRANCA E OGUM DE RONDA - SAGRADA UMBANDA - SJC, QUE SOMENTE ADENTRARÃO AO TRABALHO MEDIÚNICO DE TERÇAS  FEIRAS, AS PESSOAS QUE ESTIVEREM AGENDADAS, OS MÉDIUNS INICIANTES E EM DESENVOLVIMENTO DEVERÃO PARTICIPAR DOS TRABALHOS DE TERÇAS-FEIRAS, PROCURANDO NÃO FALTAR,  POIS ESTUDAR E EXERCITAR A MEDIUNIDADE É IMPRESCINDÍVEL PARA SE CRESCER ESPIRITUALMENTE, BEM COMO TER CONTROLE SOBRE A MEDIUNIDADE. SEM CONTAR QUE SÓ PODERÃO SE FIRMAR UM DIA COMO MÉDIUNS DE ATENDIMENTO, OS QUE GOZAREM DA FORMAÇÃO MEDIÚNICA DA SAGRADA UMBANDA.  


TRABALHOS SEGUNDAS E TERÇAS-FEIRAS.
NAS TERÇAS-FEIRAS DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO E ESTUDOS, BEM COMO ATENDIMENTO AOS AMIGOS AGENDADOS.  FONES: 
 997 56 1001   -   996 41 1001  -  988 73 1001   

NAS  TERÇAS -FEIRAS  NOSSOS  ESTUDOS - VIBRAÇÕES E DESENVOLVIMENTO  MEDIÚNICO 




















ASSISTIDOS E VISITANTES  DEVEM CONFIRMAR A CERTEZA DA PRESENÇA ATÉ DOMINGO, QUE ANTECEDA OS TRABALHOS DE SEGUNDAS E TERÇAS-FEIRAS. PELOS FONES : 997 56 1001 Vivo - 988 73 1001   "Oi" ( WhatsApp ).


CASO DE IMPEDIMENTO DE COMPARECIMENTO AGENDADO, TAMBÉM DEVERÁ SER AVISADO ATÉ MEIO DIA DO DIA DE TRABALHO MEDIÚNICO. 

AS PESSOAS NÃO LISTADAS NO AGENDAMENTO, NÃO PODERÃO ADENTRAR AOS TRABALHOS.  POIS  PRIMAMOS PARA O CONFORTO E SEGURANÇA DE TODOS.

AGRADECIDO PELA COMPREENSÃO. 
ISAIAS PINTO - PRESIDNETE E SACERDOTE DA SAGRADA UMBANDA - www.sagrada-umbanda.blogspot.com.br

sábado

EXISTEM DIFERENÇAS ENTRE MÉDIUNS ESPÍRITAS E DE UMBANDA ?

                              DIFERENÇA ENTRE MÉDIUNS ESPÍRITAS E DE UMBANDA


DIFERENÇA ENTRE MÉDIUNS ESPÍRITAS E DE UMBANDA NÃO HÁ SEPARATIVIDADE Evidentemente, sabeis que não há PROTESTANTISMO, separatividade, nem competição entre os CATOLICISMO, ESPIRITISMO, UMBANDISMO. Espíritos benfeitores, responsáveis pela espiritualização da humanidade. As dissensões sectaristas, críticas comuns entre adeptos espiritualistas, discussões estéreis e os conflitos religiosos, são frutos da ignorância, inquietude e instabilidade espiritual entre os encarnados. Os Mentores Espirituais não se preocupam com a ascendência do Protestantismo sobre o Catolicismo, do Espiritismo sobre a Umbanda, dos Teosofistas sobre os Espíritas, mas lhes interessa desenvolver nos homens o Amor que salva e o Bem que edifica! 

OS HOMENS DEVEM RESPEITAR A PREFERÊNCIA ALHEIA 

Todas as coisas são exercidas e conhecidas no tempo certo do grau de maturidade espiritual década ser. Em consequência, ser católico, espírita, protestante, umbandista, teosofista, muçulmano, budista, hinduísta, esoterista, ateu não passa de uma experiência transitória em determinada época do curso ascensional do espírito eterno! As polêmicas, os conflitos do mundo não passam de verdadeira ilusão.   É tão desairoso para o católico combater a Erro protestante, ou o espírita combater as atividades umbandistas, como em sentido inverso, pois Errados são os posicionamentos dos homens como donos de uma forma correte é única de louvar a Deus. Os homens devem respeitar-se mutuamente.

SECTARISMO É UM RESÍDUO DO PRIMITIVISMO O sectarismo religioso, como todo sectarismo, não é mais que um resíduo das fases primitivas da evolução humana. À proporção, porém, em que a humanidade evolui, o espírito humano se larga, superando barreiras e destruindo fronteiras. O homem se universaliza. Sua mente se abre a uma compreensão mais ampla do mundo. Para o sectarista, só os da sua seita prestam, só eles estão certos e merecem proteção de Deus. 

O ESPIRITISMO É UNIVERSALISTA 

O Espiritismo é doutrina universalista porque o principal motivo de sua atuação e existência são os acontecimentos e problemas derivados do Espírito, isto é, da entidade universal. O Espiritismo é universalista, mas não lhe cabe a culpa se alguns espíritas desmentem essa salutar conceituação e desperdiçam seu precioso tempo no julgamento e agressividade mental aos demais trabalhadores da espiritualidade. O Espiritismo não se proclama o único meio de salvação humana, nem se diz o detentor exclusivo da verdade. Do ponto de vista espírita, todas as religiões são formas de interpretação da suprema verdade, e todas conduzem o homem a Deus, quando praticadas com sinceridade. O que importa, como dizia Kardec, não é a forma, mas o espírito. De uma vez por todas, os espíritas precisam libertar-se dos resíduos sectaristas.

O AMOR É A MAIOR VERDADE Em outras palavras, é completamente inútil o combate que movemos contra as ideias que não admitimos. A verdade é uma só e, um dia, raiará para todos, como o Sol que aquece e ilumina todos os quadrantes do Planeta. O que o Cristo espera de seus tutelados é a união de propósitos em torno do bem, é o trabalho incessante em favor de nossa iluminação individual, é a promoção intelectual, moral e espiritual de nossos irmãos em humanidade. Somente praticando a fraternidade e a tolerância poderemos ajudar a construção do mundo sem barreiras que será o Reino de Deus na Terra. Recordemos do que nos disse o apóstolo Paulo: “Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor nada serei; Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência, se eu não tiver amor nada serei; Ainda que tenha tamanha fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, nada serei e nada disso se aproveitará”.

ORIGEM DO MEDIUNISMO 

A África foi colonizada em parte pela Índia e pelo Egito, que desde a antiguidade praticavam o mediunismo. Portanto, o Afro-mediunismo tem suas origens no antigo Egito, na Índia, na China, na Pérsia, na Caldéia, na Hebréia, na Arábia, na Babilônia, na Germâniae na Gália. O Afro-mediunismo foi trazidos para o Brasil através dos escravos a partir do ano de 1600. O Espiritismo surgiu na França em 1857 e veio para o Brasil somente próximo ao ano de 1900. Portanto a origem do Afro-mediunismo nada tem haver com o Espiritismo. ORIGEM DA UMBANDA Em fins do século 19, existiam no Rio de Janeiro, várias modalidades de culto que denotavam, nitidamente, a origem africana, embora já bem distanciadas da crença trazida pelos escravos.  A magia dos velhos africanos, transmitida oralmente, através de gerações, desvirtuara-semesclada com as feitiçarias provindas de Portugal onde, existiram sempre os feitiços, as rezas e assuperstições.  Ou seja  toda essa forma magistica de conotação de feitiços foram advindas de Portugal. Oficialmente a Umbanda é uma religião brasileira, fundada em 15/11/1908, através do médium Zélio Fernandino de Moraes. A Umbanda, é um movimento de natureza religiosa e mediúnica, que tem como base o mediunismo, mas lembramos que fora criada a partir das atividades mediúnicas do movimento espírita brasileiro, gostem ou não os espíritas ortodoxos.  O certo é que a doutrina de Umbanda, atualmente praticada no Brasil, deriva fundamentalmente do culto de diversas religiões e não só ou exclusivo de cunho religioso com raízes exclusivamente africanas, que fundiu suas crenças supersticiosas e intercâmbio com os antepassados, na mistura do culto católico, de ritos e práticas ocultas dos ameríndios. UMBANDA  teve sua modelagem por força de elementos católicos, espíritas, orientais, africano e  indígena. Bem como outras religiões regionais, como batuque, catimbó,  influencia das rezadeiras e benzedeiras.

 Ademais, esse sincretismo religioso ainda influenciou-se fortemente pelo ocultismo e pelo Espiritismo, adotando-lhe algumas práticas, preces e postulados. UMBANDA Elemento ocultista católico espírita.

ESPIRITISMO NÃO ADOTA NEM CONDENA AS PRÁTICAS EXTERIORES

O Espiritismo não adota em seu seio o uso de símbolos, ritos, hierarquias religiosas, práticas feitichistas, adorações, cantos folclóricos, porque a sua composição doutrinária cuida precipitualmente de libertar o Espírito de formas transitórias do mundo. O Espiritismo, como sistema ou doutrina dos Espíritos, firma os seus postulados nas bases principais transmitidas do Além, enquanto a Umbanda, na atualidade, ainda é sincretismo religioso, ritos e costumes religiosos de diversas raças e povos. Mas não se pode censurar o uso de tais apetrechos, cerimônias e costumes primitivos na Umbanda porque trata-se de movimento espiritualista com práticas e princípios diferentes da codificação Espírita Kardecista.


RELIGIOSOS VINCULADOS ÀS PRÁTICAS EXTERIORES ACOMODAM-SE MELHOR NA UMBANDA 


Não pretendemos fazer distinções de qualidade espiritual ou doutrinária entre Espiritismo e a Umbanda; porém assinalamos que os crentes de outras religiões acomodam-se mais facilmente nos terreiros, porque ali encontram um sucedâneo para expressar a sua emotividade religiosa. Os religiosos ainda vinculados à adoração de imagens, a rituais, cânticos, incenso, ladainhas, palavras consoladoras, velas,  amor a mãe natureza e tudo de Deus.  Encontramos no ambiente de Umbanda imagens  de Santos Católicos, Anjos e Orixás, que são vibrações distintas de Deus que influenciam o Homem e a Natureza como um todo. Achamos também  outros aparatos do culto exterior, como  em algumas casas tambores, instrumentos musicais. Encontram na Umbanda um clima algo familiar, que os acostumam no intercâmbio com os espíritos desencarnados, não sendo difícil mais tarde, a sua adesão fácil aos postulados do Espiritismo codificado por Allan Kardec. Aprendem, com os pretos-velhos e caboclos, a realidade da doutrina da Reencarnação e da Lei do Carma, que não aprendiam antes nas igrejas e templos religiosos. 


FAMILIARIZA-SE COM OS CONCEITOS SEM DAR UM SALTO BRUSCO.

Embora o Espiritismo ofereça compensações elevadas no campo da espiritualidade mais pura, é sempre mais difícil a este tipo de religioso abandonar sua igreja com suas imagens, luzes, flores e cânticos. É um salto muito brusco para este tipo de religioso, seria deixar de modo muito súbito tudo que lhe é tão familiar e simpático. Durante o estágio da Umbanda ele familiariza-se com a técnica das comunicações, aprende as sutilezas das energias maternas e criacionista da SRA YEMANJA, Energia materna do mundo invisível e aquático. Confia-se na proteção dos "caboclos" ou "pretos-velhos", entre santos e rituais que lhe são simpáticos. ESPIRITISMO E UMBANDA SÃO MUITO DIFERENTES Não é conveniente confundir ambos os gêneros de trabalho e função do Espiritismo e da Umbanda. O Espiritismo abrange o conjunto de criaturas que já se mostram em condições de ativar o seu progresso espiritual independentemente das formas do mundo; Não tem rituais e nem se preocupa com exterioridades e problemas de ordem exclusivamente material. A Umbanda, no entanto, é mensagem endereçada aos homens que ainda requerem o ponto de apoio no rito, das imagens, dos símbolos e do fenômeno mediúnico, para focalizar a sua emotividade religiosa. Mas não importa se o indivíduo é espiritista ou umbandista, porém, interessa a sua conduta e o seu procedimento junto à humanidade! Ninguém vale pela sua crença, mas sim pelas suas obras. Em matéria de religião de espiritualismo, Umbanda ou Espiritismo, o que mais vale é a bandeira do amor e da caridade, sem preconceitos.
UMBANDA É MEDIUNISMO, MAS NÃO É ESPIRITISMO! É doutrina que admite a Lei da Reencarnação e o processo de Causa e Efeito do Carma, merecendo também os mais sinceros louvores pelas curas dos enfermos e obsidiados. Juntamente com as falanges de Espíritos primários ou pagãos, também operam na Umbanda Espíritos de elevada estirpe espiritual, confundidos entre pretos velhos, caboclos, índios ou negros, originários de várias tribos africanas. Na Umbanda encontrarão espíritos que compõe o Povo do Oriente, onde grandes Mestres de Cura física, psicológica e sentimental atuam.  Encontrarão Guardiões e Guardiãs que também atuam nos Centros espíritas, sendo imprescindíveis. Os mentores de Umbanda, no momento, preocupam-se em eliminar as práticas obsoletas, dispersivas e até censuráveis, que ainda exercem os umbandistas alheios aos fundamentos e objetivo espiritual da doutrina. TRABALHADO DE CONJUNTO NO PLANO ESPIRITUAL Vejamos o que diz no livro “Aruanda” - (Robson Pinheiro e Angelo Inácio) No capítulo 12 –Libertação: “Alguns médiuns reencarnam com o psiquismo e a vibração apropriada para os trabalhos de terreiro, enquanto outros são preparados vibratoriamente para o Espiritismo. Alguns espíritos podem ser atendidos e tratados num centro espírita e outros são encaminhados para uma tenda umbandista. Muitos espíritos oferecem a possibilidade de serem socorridos através do diálogo fraterno ou terapia espiritual, que despertará suas mentes para as leisd a vida, portanto demonstram predisposição para uma sessão espírita. Mas nem todos são iguais, há aqueles que não tem o perfil psicológico e espiritual necessário. Precisam do impacto anímico-mediúnico dos chamados médiuns de terreiro, com os quais encontram maior afinidade. Nesse contato intenso com o ectoplasma exsudado pelos médiuns umbandistas, ganham tratamento especializado, que funciona como uma terapia de choque. Existem Espíritos que são de tal maneira violentos e desequilibrados no aspecto comportamental que primeiramente precisam passar por um terreiro de Umbanda. Experimentarão uma metodologia de despertamento a partir da ação dos caboclos guerreiros, aos quais obedecerão sem questionamento. Após esse primeiro contato com as energias primárias dos caboclos, que fazem uma verdadeira limpeza energética nos perispíritos das entidades obsessoras, que os deixam menos violentos, modificados em seu interior e até na sua aparência perispiritual, só então são encaminhados para o diálogo num Centro Espírita. Os espíritos atendidos precisam se reeducar moralmente e, para tanto, são encaminhados para a conversa fraterna, numa reunião de desobsessão no Centro Espírita. Há que se notar, porém, que, caso estes espíritos fossem conduzidos, exatamente como estavam, a uma Casa espírita, talvez os médiuns não atingissem os resultados esperados. Não se pode classificar este ou aquele método como mais eficaz, mas é necessário aplicar o método de acordo com a necessidade. Na Umbanda, os processos obsessivos mais violentos são muitas vezes solucionados com a força guerreira dos caboclos. São entidades temidas e respeitadas pelas falanges de espíritos conturbados e marginais do astral inferior. Espíritos violentos e grosseiros, de comportamento profundamente desequilibrado ou dementes espiritualmente, são muitas vezes conduzidos para as puxadas numa casa umbandista, onde são realizados os primeiros atendimentos. Depois, são encaminhados para a reunião espírita, recebendo o amparo e o esclarecimento, de acordo com sua necessidade de assimilação”. ATUAÇÃO DA UMBANDA NO PLANO MAIS DENSO Vejamos o que diz matéria da Revista Cristã de Espiritismo nº 43 página24 matéria escrita por Norberto Peixoto diz: “A Umbanda tem como tarefa precípua penetrar nas cidadelas do umbral inferior, verdadeiros antros de maldade, magia negra, escravidão, tortura e sofrimento. Buscam os espíritos imorais que já passaram dos limites possíveis no exercício do seu livre arbítrio individual, em total desrespeito ao do próximo, ao merecimento e carmas grupais, retendo-os e encaminhando-os para esclarecimento nos locais devidos do astral. Desmanchando essas organizações das sombras, estão contribuindo decisivamente para a “limpeza” planetária das zonas abissais, auxiliando o divino mestre na evolução da coletividade da Terra”.


UMBANDA ATUA NO PLANO MAIS DENSO E O ESPIRITISMO NO MENOS DENSO 

Os trabalhos mediúnicos de Umbanda ajudam a atenuar as violências das entidades cruéis e vingativas que se aglomeram sobre a crosta terráquea. As equipes de caboclos, índios e pretos velhos experimentados constituem-se na corajosa defensiva, segregando as entidades demasiadamente perversa,  quem não sabem viver entre as outras criaturas. O Espiritismo, como a Umbanda, apesar do seu labor mediúnico diferente, ambos cumprem determinações do Alto e tendem para o mesmo objetivo em comum. Enquanto a Umbanda aperfeiçoa a prática mediúnica no campo da fenomenologia mais densa do astral inferior; O Espiritismo doutrina os homens para a sua libertação definitiva das formas do mundo transitório da carne! Malgrado a aparência de ambos se contradizerem, a Umbanda ajusta o vaso e o Espiritismo asseia o líquido; a Umbanda aprimora a lâmpada e o Espiritismo apura a chama!   Sagrada Umbanda – Umbanda séria para pessoas sérias.  www.sgrada-umbanda.blogspot.com.br

sexta-feira

DÚVIDA.... TODOS SOMOS MÉDIUNS?

Pergunta: Todos somos médiuns?
Resposta: Todos os seres humanos são médiuns, sem exceção!

A palavra médium tem origem no Latim e significa “meio”. Meio de comunicação entre o mundo espiritual (onde vivem os espíritos) e o mundo material (onde vivemos). A mediunidade é nata em todos os seres humanos.

A mediunidade pode ser Natural ou de Prova.

“Mediunidade Natural” é a mediunidade decorrente da conquista de valores morais e evolução espiritual. (Exemplo: Chico Xavier). Nessa situação o médium é um missionário em meio aos homens e tem sempre como objetivo a pratica da caridade e a eliminação de seus defeitos.

“Mediunidade de Prova” é aquela em que os homens sob a misericórdia Divina passam a ter intercambio com os espíritos guias e dessa forma, passam a ressarcir seus débitos kármicos do passado. Esse é o tipo de mediunidade da esmagadora maioria dos médiuns, sejam eles umbandistas, kardecistas, seguidores do Candomblé ou ainda, de qualquer outra religião, tendo em vista que o fenômeno mediúnico existe em todas as religiões ou civilizações.

Deus assim procede para que ninguém nunca possa dizer:

“Não tenho fé porque fui privado do contato com os espíritos”!

Os kardecistas catalogaram perto de 60 tipos de mediunidade, sendo as mais comuns a:

Psicografia

Vidência

Auditiva

Intuitiva

Sensitivos

Curadores

Efeitos físicos

Incorporação

Psicografia

O guia do médium envia seus pensamentos a mente do médium concentrado. Em seguida envia comandos ao sistema nervoso do médium e passa a ter domínio sobre o braço e a mão do médium e nessa situação a escrita se desenvolve. A caligrafia é normalmente a mesma que o espírito adotava quando encarnado. Cuidado Centros estão lotados de médiuns querendo ser o que não são. Promovendo mensagem frívolas e vazias. Quando não provedores e fomentadores de livros e livros fantasiosos e romantismos baratos ditos como espirituais. Cuidado.

Vidência , na verdade chamo de Clarividentes ( Videntes todos somos, abrimos os olhos saudáveis e deparamos com o que esteja em nossa dimensão. Já os Clarividentes vêem além desta dimensão. Participam do convívio espiritual nesse plano ainda..... Dá para ficar louco né? ) Então......

Nesta mediunidade o médium vê e pode conversar com os espíritos, porém, esse tipo de vidência é rara, o mais comum é a vidência momentânea situação em que podemos ver os espíritos em frações de segundo. Deve-se sempre desconfiar dos videntes até que fique comprovada a sua veracidade como médium. Sabe onde encontram-se os verdadeiros Clarividentes? Nos manicômios ou fechados em suas casas, quartos. Sendo sedados por remédios,etc. Respondi a dúvida de meus amigos. Clarividentes não falam, morrem de medo, são atormentados dia e noite. Médiuns, crianças, velhos, pessoas qu sofreram traumas e doses elevadíssimas de stress sim podem ter relampejo de clarividência, não quando querem. Isaias Pinto Hernandes, pede... Gente antes de viajar nas fantasias, vamos Orar e Vigiar, como Jesus dita!

Auditiva

Na mediunidade auditiva o médium ouve as vozes dos espíritos, mas não ouve com os ouvidos e sim, com a mente.

O médium ouve a comunicação como se fosse um pensamento, mas ouve com timbre, onde pode distinguir um espírito masculino ou feminino, se ele está irritado ou se o espírito comunicante é amigo. A obsessão utiliza largamente esse meio para atingir seus desafetos. CUIDADO: MUITA GENTE COLHE INFORMAÇÃO E COM ELAS FAZEM AS INTERPRETAÇÕES FANTÁSTICAS DE CONEXÃO COM ALÉM. Psicografia e Psicofonia com bilhetinho vazio e sempre com mesmas informações tipo: perdoei, peço perdão, estou com Jesus, me desculpe, já estou bem, cuidem bem da mamãe, do nosso filho..... Além de manjada é um crime se for falsa, certamente a cobrança vem avassaladora antes ou depois do desencarne de quem promova tais feitos. Tirar lágrimas, achar que esteja fazendo o bem, mentindo. Sem ao menos dar conta que possa sim estar fortalecendo obsessores, já que estes se alimentam de tudo que é negativo, mentiroso e denso.

Intuitivos

Na intuição um espírito amigo (ou inimigo), envia sugestões através de seus pensamentos ao médium. Cabe ao médium ter discernimento nessas comunicações a fim de não cometer erros.

A intuição pode muito nos ajudar, mas se a fé for cega poderá ser perigoso.

“A obsessão faz uso dela amplamente”. Quantas pseudas leitoras e leitores de cartas, runas, borra de café, sementes, búzios, fazem somente leituras com ou sem técnicas e achismos, quando não, municiadas das respostas já pré dadas pelos desesperados que os pagam? Existem sim os médium que tem como dizemos: Com Axé para por em prática o mediar, porém esses, não são mercadores da fé. Pois quando o são.... Perdem logo essa ferramenta de evolução, por mal uso.

Sensitivos

Os sensitivos quando adestrados e desenvolvidos corretamente são muito úteis, principalmente em reuniões em que não estão presentes os videntes.

São capazes de perceber vibrações nas pessoas, objetos, plantas, animais e ambientes, mas a principal característica é sentir a presença dos espíritos e suas vibrações, como exemplo;

“Se são bons ou maus”.

Curadores

Este gênero de mediunidade consiste, principalmente, no dom que possuem certas pessoas de curar pelo simples toque, pelo olhar, mesmo por um gesto, sem o concurso de qualquer medicação.

Existe logicamente a necessidade de elevada espiritualidade para que esse tipo de médium atinja seus objetivos. Aviso de Isaias Pinto Hernandes: NUNCA, NUNCA DEIXE DE PROCURAR UM MÉDICO OU SUSPENDER TRATAMENTOS MÉDICOS. A ESPIRITUALIDADE AMPARA, ACOMPANHA E AUXILIA NÃO SUBSTITUI O QUE DEVEMOS VIVER AQUI, SE ESTAMOS NA CARNE, DA CARNE COMO CARNE DEVEMOS TER OBRIGAÇÃO DE CUIDAR.

“São médiuns raros”

Efeitos físicos

Por intermédio desse tipo de médium, os espíritos podem causar manifestações no nosso mundo físico. Podem movimentar objetos de grande porte, se materializarem e serem palpáveis ao toque físico.

Utilizam para tanto os fluidos do médium conhecido como “ectoplasma”.

Para realização das sessões de materialização são necessários além da forte concentração de todos os presentes, das orações preliminares e do ambiente totalmente escuro. Mas em alguns casos espontâneos existem registros dessas manifestações em qualquer ambiente e sem preparo algum.

MEDIUNIDADE DE IRRADIAÇÃO - COMO DIZIAM ANTIGAMENTE : INCORPORAÇÃO.

Como sabemos a mediunidade de IRRADIAÇÃO pode ser:

Consciente

Semi-consciente

Inconsciente

“CONSCIENTE”

Na mediunidade de incorporação consciente o Guia aproxima-se do médium e faz ligações apenas junto ao cérebro de seu médium e a ele envia seus pensamentos. Nesta situação o Guia se valerá também de outros tipos de mediunidade que o médium apresente como exemplo;

A mediunidade intuitiva,

A auditiva

E a sensitiva.

O Guia de um médium consciente sempre irá utilizar todos os meios que tiver ao seu alcance para se fazer compreendido e transmitido aos seus consulentes.

Neste caso o médium permanecerá consciente e notará todas as situações que ocorram no ambiente dos trabalhos e quando desenvolvido corretamente e ciente de seu papel como médium, a atuação de seu Guia aumentará gradativamente através da assiduidade do médium nos trabalhos, situação em que o médium quanto mais assíduo nos trabalhos, mais passa a perceber movimentos dos seus braços, pernas e da boca sem o seu comando e nesse patamar caminha para semi-consciência.

Por ser a mediunidade de incorporação consciente a mais comum, é ela que mais confusão faz na mente de um médium no inicio de sua missão, o que o faz muitas vezes duvidar das comunicações enviadas a sua mente, onde imagina estar transmitindo com suas próprias palavras as comunicações que lhe chegam a mente o que não corresponde a realidade que vive o médium consciente quando integrado a uma corrente séria. O médium consciente quando firme e convicto de sua missão mediúnica não dá importância ao fator consciência de sua mediunidade e segue com naturalidade na sua missão, adaptando-se aos meios que seu Guia usa para se comunicar e se fazer compreendido.

Quanto mais dedicado a sua missão é o médium consciente, maiores serão as influencias de seus Guias, que vão gradativamente se apresentando com maior força, o que é lógico, aumenta muito a fé do médium em seus Guias. Mediunidade exige adestramento constante, quanto mais adestrado, menos propenso a duvidas ficará qualquer médium.

Na aproximação do Guia que tenta fazer as ligações necessárias entre ele e o médium, são comuns os tremores do corpo e o aumento forte da respiração do médium, esse fato ocorre devido ao deslocamento sutil do duplo etéreo do médium.

“SEMI-CONSCIENTE”

É semi-consciente quando o Guia atua sobre o cérebro e o duplo etéreo do médium e movimenta os órgãos da fala e os membros do médium com maior facilidade e naturalidade, mas o médium terá ainda em grande parte a visão do que ocorre a sua volta e percebe em grande parte o que ocorre no ambiente dos trabalhos.

Nesta situação, o médium ao final da irradiação, terá vagas perdas de lembranças dos fatos e pessoas que com o seu guia tiveram contato.
A manifestação do Guia será forte e claramente sentida pelo médium, porém, a lembrança dos fatos podem se perder, podendo-se comparar a um sonho, rapidamente esquecido. Esse tipo de mediunidade já é bem menos comum, praticamente raras.
Na aproximação do Guia que tenta fazer as ligações necessárias entre ele e o médium, também são comuns os tremores do corpo e o aumento forte da respiração do médium, esse fato ocorre pelo mesmo motivo, o deslocamento sutil do duplo etéreo do médium. Mas também ai poderá existir o fator vício mediúnico e copiar inconscientemente ou não, trejeitos dos mais velhos ou até de dirigente com vícios de posturas e alardes exagerados.

“INCONSCIENTE”

É médium inconsciente quando o Guia atua de forma ampla sobre o espírito, o cérebro e o duplo etéreo do médium, ocasião em que o médium adormece, mas permanece ao lado do seu corpo, ligado fortemente por um cordão magnético, também conhecido como cordão prateado, cordão de ouro, cada filosofia dá um nome a está conexão eletromagnética. Lembremos que nomes e horários são coisas da gente. Lembremos que na espiritualidade o nome é desnecessário, pois ao pensar os espirito já se comunicam se estiverem lógico no mesmo padrão de vibração e evolução. Por isso os ruins não veem os bons, já os bons conseguem ver e se necessário comunicar com os de baixas vibrações. Não existem na espiritualidade necessidade de línguas, dialetos.

Na aproximação do Guia que tenta fazer as ligações necessárias entre ele e o médium, são também comuns os tremores do corpo e o aumento forte da respiração do médium, arritmia, um prático desmaio. Esse fato também ocorre devido ao deslocamento sutil do duplo etéreo do médium. E extremamente raro, repito é extremamente raro. Um médium que fique inconsciente ter movimentos e o Guia o TOMAR como ditavam os antigos. Normalmente esses médiuns ficam como desdobrados, largados, como que dormindo. Essa é a grande mentira das Religiões Espiritualistas.... Muitos e muitos médiuns acovardados, se escondem no alardear que são inconscientes, fazendo a costumeira cara de cheguei agora, onde estou, o que aconteceu. Isso chega ser hilário para os médiuns e religiosos mais velhos e verdadeiros. Orar e vigiar Gente !!!

Em qualquer situação as ligações de um Guia ao corpo astral de seu médium, são complexas e difíceis de explicar e exige do Guia, também grande aprendizado. Por isso a necessidade dos exercícios mediúnicos sérios, orientações, correções e com objetivo correto, apenas somar energias e doá-las. Fora disso...... Cuidado amigos, poderá deparar com fragilidades dos medianeiros, promovendo listas de compras, entregas mirabolantes, banhos e chás que muitas vezes podem desencadear sim desequilíbrio energético, vibracional. Se passados sem conhecimento de potência vibratória do bioplasma e axé (energia) da planta usada. Sem contar no perigo de intoxicações, pois muitas pessoas são alérgicas. Em outrora (sempre digo isso) , não existiam recursos, hospitais, socorros, postos de saúde, médicos.... Então o Preto Velho tinha é que se valer do que tinha em volta da casa e ali imantar e promover até o sugestionamento da cura. Pensem nisso médiuns, religiosos e curiosos que buscam a Umbanda ou outras religiões em busca de "sorte,ganhos,namoros, empregos, carros, soluções judiciais,etc". Deveriam sim irem buscar: Calma, Equilíbrio, Paz, Exercitar o Perdão, Irem clamar o Perdão junto a ancestralidade, aos próprios erros e auto-flagelos. Saravá Fraterno e Amigo. Isaias Pinto Hernandes - Sacerdote da Sagrada Umbanda -Umbanda séria para pessoas sérias. - www.sagrada-umbanda.blogspot.com.br * MAIS UMA COISA TÁ...... UMBANDA, CANDOMBLÉ, XAMANISMO, SAGRADOS ORIXÁS, NOME DE GUIAS ESPIRITUAIS... NADA TEM HAVER COM AS PUBLICAÇÕES E COLAGENS EM POSTES PROMETENDO ABSURDOS COMO TRAZER GENTE, DINHEIRO EM DIAS OU HORAS....ISSO TEM NOME.... MAS SOU UM HOMEM DE BEM E NÃO ESCREVERIA UM PALAVRÃO AQUI...RS. BEIJOS AMIGOS. Isaias Pinto Hernandes- Sacerdote Sagrada Umbanda.



Texto Núcleo Umbandista São Sebastião, com adaptação de Isaias Pinto.

DEUS E SEUS TRONOS

OS TRONOS DE DEUS

Deus é em si o todo! Mas o todo é formado por muitas partes.
Cada parte é um aspecto da criação e Deus está em todas elas ao mesmo tempo porque é Onipresente.

A onipresença de Deus é incontestada e todas as religiões organizadas
a têm como dogma.
O Panteísmo tem sua origem nesse fato, verdadeiro, e fundamenta sua crença de que, se Deus é onipresente e está em tudo e todos ao mesmo tempo, então pode-se cultuá-Lo por meio daquela com que melhor se afinizar.


Isso é verdadeiro, ainda que nunca devamos nos esquecer de que uma parte não é o todo e sim só uma de suas partes.


Um “deus” do fogo não é Deus mas uma forma de cultuá-Lo por meio de uma de suas partes, que é o elemento Fogo.


Um “deus” da água... é uma de suas partes, que é o elemento Àgua.


Um “deus” da terra... é uma de suas partes, que é o elemento Terra.


Um “deus” do ar... é uma de suas partes, que é o elemento Ar.


Um “deus” dos minerais... é uma de suas partes, que é o elemento Mineral.


Um “deus” dos vegetais... é uma de suas partes, que são os Vegetais.


Um “deus” dos cristais... é uma de suas partes, que são os Cristais.


Um “deus” do tempo... é uma de suas partes, que é o Tempo.


Um “deus” dos animais; dos répteis; das aves; das montanhas; dos mares; dos rios; dos lagos; das cachoeiras; dos cemitérios; da chuva; dos ventos; do sol; dos raios; etc. etc. e etc., não são Deus e sim algumas de suas muitas partes.


Deus, nosso Divino Criador, é em si tudo e todos e está em tudo e é o princípio de tudo, e todos prevem Dele.


Já não se questiona a Unidade e o Princípio, no entanto todos reconhecem
que há uma miríade de seres divinos espalhados pela criação e que ou são os regentes de uma de suas partes ou são guardiões
dos seus mistérios sagrados.


Ninguém duvida da existência dos Anjos, pois estão descritos na Bíblia, assim como os Tronos, os Arcanjos, os Serafins, etc.


Ninguém duvida das existência dos Devas porque estão descritos nos livros sagrados hinduístas.


Ninguém duvida da existência dos Orixás porque estão descritos nos livros sagrados e na tradição oral nigeriana.



E assim com todas as atuais religiões!




Mas muitos duvidam da existência das cosmogonias antigas, tais como a egípcia, grega, babilônica ou caldéia, nórdica, caucasiana; mongólica; romana;
cartaginesa; havaiana, polinésia;

indígenas americanas

(índios americanos e canadenses, astecas, maias, incas, índios tupis -guaranis), africanas em geral (muitas), etc.


Algumas religiões atuais atribuem a si o domínio da verdade, e é pura perda de tempo argumentar que o tempo todo Deusa tem amparado a todos por meio de suas muitas divindades,

não importando para Ele como isso vem acontecendo

no decorrer dos tempos e das muitas culturas e religiões já desaparecidas.


Muitos denominam as religiões e culturas antigas de atrasadas, arcaicas, pagãs, selvagens, primitivas, etc., e nomeiam-se evoluídos, salvos, eleitos, privilegiados, escolhidos, etc.
Tudo nesse campo, tão concreto e tão abstrato ao mesmo tempo, obedece aos que estão

comandando a humanidade e não adianta discutir quem está certo ou errado, mas devemos discutir o que nos influencia realmente e quem conduz a nós e à nossa evolução a partire do lado invisível da criação e como podemos acessá-Lo e direcionar Seus poderes em nosso auxílio e benefício.
Já comentamos os Tronos de Deus em vários dos nossos livros e os temos descrito como a classe de divindades sustentadoras da criação e da evolução dos seres.
Aqui, porque se trata de um livro que comenta e descreve a magia simbólica,
nós os comentaremos a partir de suas funções originais na criação para que, após entendê-los, compreendam a magia riscada simbólica e sagrada.


Comecemos por assim descrevê-los:



Os Tronos são seres divinos assentados nos muitos níveis vibratórios da criação e têm como funções divinas dar sustentação aos meios amparar os seres nos seus muitos estágios evolutivos.


Existem Tronos para todas as funções divinas sustentadoras dos meios e dos seres.


Logo, os Tronos exercem funções e os nomeamos por elas. O homem que constrói casa é
um construtor. Só que para construir uma casa seu construtor precisa ter uma equipe de profissionais
especializados, tais como o pedreiro, o carpinteiro, o serralheiro, o eletricista, o encanador, o
pintor, etc., e cada um deles tem seus auxiliares, especializados ou não.


Cada um desses profissionais contribui com sua parcela de trabalho para que uma casa esteja pronta para ser habitada.


Com os Tronos acontece a mesma coisa e o Trono Construtor dos meios destinados aos seres é uma emanação onisciente, onipotente e oniquerente de Deus. Um Trono é um poder.



Logo, Trono e poder são sinônimos.




O Trono Construtor é uma manifestação de Deus e o temos como responsável
pela construção dos meios nos quais os seres vivem e evoluem continuamente.



Texto do Irmão e Sacerdote da Umbanda Sagrada - Rubens Saraceni

domingo

QUANDO E COMO DEVEMOS TOMAR UM PASSE MAGNÉTICO

AO TOMAR UM PASSE MAGNÉTICO NUMA CASA ESPÍRITA OU CENTRO DE UMBANDA


 1. Esteja convicto de que realmente precisa tomar um passe.

 2. Não use a sala ou o trabalho espiritual somente por curiosidade

 3. Visitando a sala ou trabalho mediúnico, por visitar, de maneira informal, deixará de usufruir totalmente de seus benefícios.

 4. Utilize o trabalho mediúnico com gratidão e respeito.

 5. Aconselho a participação de trabalhos mediúnicos de uma a duas vezes por semana, salvo em caso de grande necessidade.

 6. Em silêncio, evoque a proteção de Deus e de Jesus enquanto toma o passe.

 7. Desejando, após a evocação, rogue também o concurso de seu Anjo da Guarda ou dos Espíritos Superiores com os quais tenha maior afinidade.

 8. Procure afastar de sua mente quaisquer pensamentos negativos.

 9. Respire fundo, pausadamente, com calma e confiança.

 10. Prepare-se para orar e tenha certeza que suas energias serão renovadas, receberá a limpeza perispiritual e equalizações necessárias para por conduta e vibrações pessoais manter-se equilibrado.


Isaias Pinto Hernandes - 
Sacerdote da Sagrada Umbanda.
www.sagrada-umbanda.blogspot.com.br

quinta-feira

OS DEZ ITENS PRIMORDIAIS DA SAGRADA UMBANDA.

OS   DEZ   ITENS   PRIMORDIAIS   DA   SAGRADA UMBANDA.



1)Trabalhamos exclusivamente visando o bem, a caridade e a evolução espiritual de todos.

2)A UMBANDA não faz despacho em encruzilhadas, não faz matança de animais, não suja a natureza, não cobra consultas e trabalhos, não faz trabalho de “amarração”!

3)Não temos feituras de cabeça, raspagens, camarinhas, roncó, corpo fechado, ebós, orunkô, feitura de santo, bascos, firmo de nação, etc.

4)As sessões obedecem a horários pré-estabelecidos, para início e término, bem como respeito  a "Lei do Silêncio".

5)Nas sessões ou em rituais fechados ou abertos da Sagrada Umbanda não há abate de animais ou de qualquer outro ser vivo.

6)As oferendas aos guias, ou entidades menores, são realizadas em locais determinados normalmente junto a natureza, ou reinos apropriados, ou até mesmo dentro do próprio terreiro quando é possível. Lembrando sempre de deixar o local limpo como foi encontrado. Não utilizamos nada que polua nossa Mãe Natureza. Somos absolutamente contra, por exemplo, acender velas perto de árvores (risco de incêndio) ou numa pedra (sujeira da cera). Não permitimos jogar ao mar ou rios, materiais industrializados como isopor, vidros, plásticos, ceras, óleos, etc. Nós amamos a Natureza e as suas Energias, como podemos sujar os locais sagrados para nós?

7)Na Umbanda a vestimenta básica é a branca, salvo as Giras de Guardiões e Ciganos, já que atuam catalizando, transmutando energias densas, usam a neutralidade e representação tanto do negro, que atrai negatividade, bem como para mostrar imparcialidade, já que representam a Lei Maior .  Usamos a cor  vermelho, simbolo da vida, das batalhas que nos propicia a evolução. Outras cores também podem complementar o Negro e o Vermelho, em alusão à Linha do Orixá que responda o Guardião ou Guardiã, mas com aval do Sacerdote.  Bem como na Linha dos  Ciganos usamos o branco, fitas coloridas, veste e adornos coloridos, já que a cromoterapia também tem muita força, promovendo alegria, motivação, desprendendo os presentes de sentimentos de baixa vibrações.

8)Não há retribuições financeiras por trabalhos executados, consultas, limpeza espiritual e energética, ou o que quer que seja. Não permitimos uso de oráculos, e nem nossos médiuns poderão comercializar a fé, caso ocorra serão afastados da Sagrada Umbanda, tendo que procurar outra variante religiosa que aceite ou andar com os próprios pés sem aval e uso no nome da Sagrada Umbanda, ou Congá Sagrado de Pai Serafim do Congo, Cacique Pena Branca e Ogum de Ronda, Mentores Espirituais fundadores da Sagrada Umbanda.

9)A ascensão ao sacerdócio na Umbanda, se faz através do tempo, da propriedade individual, da constância, dedicação, estudo e seriedade com que o médium se propõe a caridade. O trabalho e o tempo, a dedicação e o estudo profundo é que fazem a firmeza do médium. E tudo isto não acontece de uma hora para outra, bem como o verdadeiro Axé daquele que recebe o Sacerdócio das mãos de seu Sacerdote respeitando a determinação dos Mentores Espirituais Chefes da Casa.

10)A prática religiosa deve ser realizada em locais específicos, nos centros. Não aprovamos e não permitimos atendimentos nem na residência do médium ou em qualquer outro local, sem a devida vênia e conhecimento do Sacerdote Chefe da Instituição, bem como  da Federação na qual a Instituição seja filiada. Isaias Pinto - Sacerdote e Presidente - Sagrada Umbanda - Congá Sagrado Pai Serafim do Congo, Cacique Pena Branca e  Ogum de Ronda.



www.sagrada-umbanda.blogspot.com.br
Isaias Pinto Hernandes

Também conheça nossos Preceitos e Regras, vide índice.




*BEM PARECIDOS EM ALGUNS ASPECTOS COM A  UMBANDA DE CABOCLO PERY,  JÁ QUE DEU-NOS A BASE DA  FORMATAÇÃO  DO NOSSOS.

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE MEDIUNIDADE E UMBANDA

  1. Perguntas e respostas sobre Mediunidade.

    A mediunidade é meritória? Não ! Apenas uma ferramenta que bem usada nos ampara e nos ajuda a trilhar a evolução espiritual.

    A mediunidade traz problemas? Sim, se usada indevidamente, sendo comercializada, ou usando-a para fins de direcionar ganhos e benefícios. Bem como se usada levianamente. Lembrando que todos nós temos algum tipo de mediunidade.... E mediar nada mais é que receber uma vibração espiritual, seja intuitiva, seja criativa, ou de manifestações diversas.... Irradiação traduzida ( incorporação ) , Visual, Auditiva, Sinestésica. Um bom cirurgião por vezes é um bom médium, como uma parteira, um padre, uma benzedeira, um artista, um pastor, um pedreiro, um compositor, interprete,etc.

    Um médio precisa de contorcer, balançar, ter espasmos para Mediar ( Receber a irradiação mediúnica ) ? Não ! Quanto mais equilibrado, desenvolvido e verdadeiro, menos movimentos descompensados fará no Irradiar e no desligar-se da Irradiação ( Incorporação e Desencorporação ) .

    As Entidades Espirituais precisam ser doutrinadas? As que já atuam na Luz amparando energeticamente, vibracionalmente. Os Serviçais da Lei Maior de Deus, ou seja a Guarda deste Planeta; Não! Pois já estão prontos os trabalhos, bem como, por intermédio vir somar energias com seus médiuns. Quem sempre precisa ser doutrinado, orientado, direcionado corretamente são os médiuns, pois são presas fáceis das más intensões pessoais, devaneios, deslumbramentos e equivocações, achando detentores de algum poder ou "donos" de Guias especiais e melhores que os outros... Isso tudo, puro engano. Guias Espirituais e Guardiões quando determinados pela Ordem de Deus à Servir numa religião espiritualista, estão prontos, respeitando os quadrantes dos campos vibracionais e de trabalhos. Isaias Pinto Hernandes - Sacerdote da Sagrada Umbanda. " Sempre vou postar questões facilitadoras de entendimento e desmistificando erros e equívocos arraigados no meio das religiões espiritualistas. Sejam Felizes !

sábado

NOSSO CALENDÁRIO COMEMORATIVO - SAGRADA UMBANDA

CALENDÁRIO DE COMEMORAÇÕES RELIGIOSAS DO CONGÁ SAGRADO PAI SERAFIM DO CONGO, CACIQUE PENA BRANCA e OGUM DE RONDA - Sacerdote: Isaias Pintto Hernanndes


NOSSO  CALENDÁRIO:
CONGÁ  SAGRADO  PAI  SERAFIM  DO  CONGO,
CACIQUE  PENA  BRANCA   e   OGUM  DE  RONDA

01 de Janeiro –
Dia da CONFRATERNIZAÇÃO UNIVERSAL

06 de Janeiro  - 
Dia  de  EXU MIRIM  - Dia de REIS (REIS MAGOS:  BELCHIOR - BALTASAR – GASPAR)

16 de Janeiro  –
Dia dos BAIANOS  -   DIA de NOSSO SENHOR DO BONFIM

20 de Janeiro  –
Dia de OXÓSSI   -   Dia de SÃO SEBASTIÃO


02 de Fevereiro –
Dia de homenagear as Orixás  YEMANJÁ e OXUM -  Dia de NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES - Dia de NOSSA SENHORA DAS CANDEIAS

19 de Março –
Dia de XANGÔ AGANJU -  Dia de SÃO JOSÉ

31 de Março  –
Dia de ZÉ PILINTRA  – Dia de SÃO BENEDITO

23 de Abril   –  
Dia de OGUM   - Dia de SÃO JORGE

13 de Maio   –  
Dia de PRETOS VELHOS  -  Dia da ABOLIÇÃO DOS ESCRAVOS

24 de Maio   –  
Dia do POVO CIGANO  -  Dia de SANTA SARA KALI

11 de Junho – 
Dia de POMBAGIRA

13 de Junho – 
Dia de XANGÔ  ABOMI  -  Dia de EXU  -  Dia de SANTO ANTÔNIO 

24 de Junho  – 
Dia de XANGÔ AGODÔ  -  Dia de SÃO JOÃO BATISTA

29 de Junho  – 
Dia de XANGÔ ALUFAM  -  Dia de SÃO PEDRO – Dia de SÃO PAULO

26 de Julho   – 
Dia de NANÃ BURUQUÊ  -  Dia de  SANTA ANA

15 de Agosto  –
Dia de saudar YEMANJÁ – Dia de NOSSA SENHORA DA GLÓRIA  (RJ)

16 de Agosto  –
Dia de OBALUAYÊ – Dia de SÃO ROQUE

24  de Agosto –
Dia de OXUMARÉ - Dia de SÃO BARTOLOMEU

27 de Setembro –
Dia de IBEJI – Dia dos ERÊS - Dia de SÃO COSME, SÃO DAMIÃO e DOUM

29 de Setembro –
Dia de SÃO MIGUEL ARCANJO

30 de Setembro –
Dia de XANGÔ ALAFIM-ECHÉ – Dia de SÃO JERÔNIMO

12 de Outubro –  
Dia de OXUM – Dia de  NOSSA SENHORA APARECIDA

28 de Outubro –
Dia dos BOIADEIROS

15 de Novembro –
Dia da UMBANDA

04 de Dezembro –
Dia de YANSÃ – Dia de SANTA BÁRBARA

08 de Dezembro –
Dia de comemorações e homenagens à YEMANJÁ – Dia de NOSSA SENHORA IMACULADA DA CONCEIÇÃO (BA e SP)

13 de Dezembro –
Dia do MARINHEIRO

17 de Dezembro –
Dia de OMULU – Dia de SÃO LÁZARO

25 de Dezembro –
Dia de OXALÁ – Dia de JESUS CRISTO – NATAL

31 de Dezembro –
Dia de presentear, homenagear e fazer pedidos de bênçãos à YEMANJÁ.



Calendário criado por Isaias Pintto Hernanndes - Sacerdote - Médium Dirigente
* Ao copiar, postar ou publicar, informe a autoria bem como a fonte: www.isaiaspinto.zip.net 
e      http://sagrada-umbanda.blogspot.com.br


Calendário da Umbanda

terça-feira

UM TEXTO LINDO

  1. AS  LÁGRIMAS  DE  UM   *SACERDOTE  DE  UMBANDA

    Naquela manhã, ele acordou com o peito apertado, a tristeza teimava em queimar seu peito.
    Cumpriu seu ritual matinal e foi aos seus afazeres.
    No cair da tarde, resolveu que iria ao templo, para quem sabe fazer um descarrego, não era dia de trabalho.
    Ao chegar ao templo, mais uma vez contemplou sua grandeza, parou, olhou e absorto em seus pensamentos entrou.... Saldou sua tronqueira com reverencia e respeito a aqueles que em toda sua trajetória lhe dão sustentação e amparo.
    Dirigiu-se ao interior do templo.
    Mais uma vez ele olhou tudo ali, sentiu carinho na arrumação e pensou:
    É meus filhos arrumaram tudo isso com muito amor, cruzou o solo reverente e entrou.
    Parou em frente ao altar, ajoelhou-se, cruzou o solo e disse:
    Eu saúdo o seu em cima, o seu embaixo, o seu a direita e o seu a esquerda, dê licença de entrar em solo sagrado e me movimentar livremente por ele.
    Permaneceu de joelhos e começou a chorar, suas lagrimas eram tão sentidas que o coração doía e quem pudesse ouvir seus soluços com ele choraria também.
    Apenas seus gemidos eram ouvidos naquele silencio.
    Ele levanta seus olhos para o altar e diz:
    Pai, porque tem que ser assim? Porque o ser humano não tem nada de humano? Porque ao invés do amor, as pessoas insistem em praticar maldades umas contra as outras?
    E o silencio novamente reinou naquele ambiente, chorava copiosamente aquele baba.
    Foi no silencio de seu coração que ouviu uma voz a lhe dizer:
    Filho, porque choras tanto aos pés de vossos pais e mães orixás? Porque estas lavando com suas lagrimas de dor este solo sagrado?
    Acaso esqueceste que sempre estive contigo?
    Aquele baba parou seu pranto e passou a ouvir mais atentamente o que a voz lhe dizia.
    Filho levante-se.
    Ele se levantou.
    Vire-se filho meu.
    Ele virou-se.
    Olhe filho meu. O que vê?
    Ele olhou e viu seu templo repleto de pessoas, não havia lugar para tantos, muitos lhe sorriam, outros ainda carregavam em seus olhares as tristeza da vida. Viu muitos abraçados de seus familiares, pais, filhos, irmãos, parentes e amigos, todos estavam ali. Mas como?
    E a voz mais uma vez lhe falou ao coração:
    Filho meu, foste escolhido entre muitos por ter dentro de teu coração a pureza de um Erê, a sabedoria de um Preto-velho, a força de um Caboclo e a retidão de um Exú.
    É você que deve ampara e não ser amparado, é você que deve ensinar e não ser ensinado, é você que deve compreender e não ser compreendido, é você que deve enxugar as lagrimas e não deixar que as suas caiam.
    Não macule seu coração com as palavras daqueles que ainda não compreenderam que você é um pedaço de mim, mas eu sou você por inteiro, que é através de você que meus filhos me vêem.
    Vire-se filho meu.
    Ele se virou e viu, sentado em um banquinho muito simples, com suas roupas de saco, um cachimbo na boca e um sorriso que de tão largo iluminava todo o templo.
    Ajoelhou-se, bateu cabeça e pediu a benção para aquele preto-velho que ali estava. Benção meu pai.
    Era o senhor que falava comigo?
    Era sim fio, mas não era eu hihi.
    Como assim?
    Fio, era o senhor de todos nós que só nos fala ao coração, só ouve a vos de Deus criador aquele que tem o coração puro e o objetivo de mostrá-lo na sua mais pura simplicidade.
    Meu pai velho estou muito triste por que as pessoas não compreendem a missão do homem na terra, dói demais quando tentamos ensinar e vemos que falhamos em algum lugar do caminho.
    Fio, quando sentimos que falhamos em algum lugar do caminho cabe a nós retornar a este ponto e fazer melhor, Deus sempre nos da tempo para que voltemos e reparemos aquilo que não fizemos direito, mas nem sempre a culpa é nossa, os fios é que não querem ouvir a palavra de Deus com simplicidade, querem pompas e estardalhaços, mas Deus só se manifesta pela voz do silêncio e nos fala ao coração.
    Meu pai, muitas vezes não sei o que fazer e nem como agir, tento ser amável mas as pessoas confundem e se aproveitam, isso cansa.
    Fio, aqueles que foram escolhidos pelo criador para conduzirem seus filhos jamais serão conduzidos, sempre estarão a frente das batalhas por que lutam por aquilo que acreditam.
    Suas lagrimas serão colhidas e guardadas em um frasco que se tornara um tesouro para nós, pois são lagrimas de um filho de Deus que sofre por seus semelhantes por não compreenderem que Deus o criador esta diante de cada um quando estão diante dos orixás e você fio, é o polo de ligação entre estes fios e o Pai, aquele que não acreditar que pague para ver, mas que depois aguarde a sua visita nas trevas para mais uma vez compreenderem que Deus esta em cada um de nós.
    Vai fio, já é hora de você voltar aos seus, muito ainda há para fazer e todos nós contamos com você, ensine a todos o amor, a vida e a esperança.
    Aquele baba ( * Babalorixá, Pai de Santo, Pai no Santo, ou seja Sacerdote ) abriu os olhos, pensando que tudo foi um sonho, seus olhos ainda vertiam suas lagrimas doloridas, olhou para o altar e viu nele uma rosa de pura luz, ainda sentado em seu banquinho estava aquele preto-velho a lhe sorrir, suas lagrimas rolaram ainda mais para aumentar o tesouro dos guias e orixás daquele templo.
    Depois de algum tempo, ele se levantou, beijou seu conga e agradeceu ao pai criador por ser escolhido para a missão de conduzir a luz os que estão nas trevas da ignorância.

    Autor: Texto de Vladmir de Canio

    Editado por Katia Silene

    Adaptação palavra * Pai de Santo para Sacerdote de Umbanda, feita por Isaias Pinto - Sacerdote Sagrada Umbanda

    Visite: www.sagrada-umbanda.blogspot.com.br

sábado

Algumas Ervas e suas indicações, porém ao primeiro sinal de desequilíbrio da saúde física devemos todos procurar atendimento médico.

Cada Erva tem suas propriedades, casa pessoa tem sua própria tolerância. O uso dos benefícios das Ervas, seja como chás, banhos, etc, sempre deverão ser relatados ao médico de confiança. Lembremos que antigamente não tínhamos o amparo médico, postos de saúdes, hospitais próximos por vezes e nem condições de chegar aos mesmos. Isaias Pinto - Sacerdote Sagrada Umbanda.

A forma de preparo e utilização das Ervas sitadas abaixo, encontrarão no Curso da Sagrada Umbanda, ministrado gratuitamente regularmente.

ERVAS MEDICINAIS

Abacateiro: diurética, cálculos renais, fígado, rins, bexiga.
Abutua/Cóculos: Cálculos renais, cólicas uterinas, fígado.
Agoniada: Inflamações de útero, ovários e menstruações difíceis.
Alcaçuz: Bronquite, tosse, laringite, rouquidão.
Alcachofra: Diminui o colesterol, digestivo, hepático.
Alecrim: estimulante, circulatório, tônico capilar e inalação.
Alecrim do Campo: Tônico, vias respiratórias e banhos relaxantes.
Alfafa: Baixa o colesterol, osteoporose, raquitismo, relaxante.
Alfavaca: Rins, prisão de ventre, aftas, bronquite, gripes fortes.
Alfazema: Calmante, asma, gases, rinite, analgésica nas dores.
Algodoeiro: Hemorragia uterina, regras profusas, reumatismo.
Ameixa folhas: Prisão de ventre, laxativo médico, azia.
Amor do Campo: Afecções das vias urinárias e rins, prostatite.
Angélica: Cólicas, gases, digestiva, nevralgias, enxaquecas.
Angico: Diarréia, desenteria, gripes. Uso externo: Lavagens e gargarejos.
Aniz Estrelado: Relaxante, insônia, gases (infantil e adulto).
Aperta RuãoMau hálito, fígado, diarréia, hemorragias.
Aquileia-Mil Folhas: Analgésica, febrifuga, bactericida, menopausa.
Arnica: Anti-inflamatória, reumatismo, artrite, artrose, dores.
Arueira: Diurética, ciática. Uso externo: Contusões, icterícia.
Arruda: Amenorréia. Uso externo: Varizes, flebites, abcessos, erisipela.
Artemisia: Nevralgia, cólica menstrual, vermes, circulatória.
Assa Peixe: Expectorante, tosse, resfriados, diurético, cicatrizante.
Avenca:Afecções catarrais, bronquite, tosse, laringite.
BálsamoIncontinência urinária, expectorante. Uso externo: Afecções da pele.
Ban Chá: Desintoxicante, digestivo, colesterol e emagrecedor.
Barbatimão: Gastrite, úlceras. Uso externo: Cicatrizante, lavagem íntima.
Bardana: Desintoxicante, depurativo, cicatrizante, colesterol.
Batata de Purga: Laxativo energético, depurativo.
Betula: Gota, colesterol, triglicérides, ácido úrico, dores.
Boldo do Chile: Hepatoprotetor, fígado, pâncreas, vesícula.
Buchinha do Norte: Uso externo para inalação contra a sinusite.
Bugre/Porangaba: Ácido úrico, gota, depurativo, emagrecedor.
Cabreúva: Diabetes, reumatismo, coluna, gota, contusões.
Cactus: Cardiotônico, contra palpitações, síndromes cardíacas.
Cajueiro: Diabetes, colesterol, triglicérides, depurativo.
Calendula Flor: Cicatrizante, calos, verrugas, frieiras, manchas.
Cambará: Expectorante, balsâmico, tosse e gripes.
Cambuí: Anti-hemorrágico, é usado nas vias respiratórias.
Camomila: Estomacal, nas cólicas das crianças e enxaqueca.
Cana do Brejo: Diurético, anti-inflamatório, cistite, próstata.
Canela: Estimulante, gripes, resfriados, febres.
Capim Cidrão - Erva Cidreira: Trata insônia, agonia, palpitações.
Capim Rosário: Depurativo das vias urinárias.
Carapiá: Afrodisíaco, irregularidades do fluxo menstrual.
Cardo Santo: Febrífugo, coqueluche, asma, bronquite, estomacal.
Carqueja Doce: Hepatoprotetora, digestiva, diurética, emagrecedora.
Carqueja Amarga: Depurativa, emagrecedora, colesterol, diabetes.
Carrapicho: Dores lombares, males da bexiga, rins.
Carobinha: Deputativa, anti-alérgica, disenteria, prostatite.
Cordão de Frade: Febre reumática, dores musculares, e circulação.
Carvalho Casca: depurativo, cicatrizante, Interno e Externo.
Cascara Sagrada: Laxativo, emagrecedora, trata a bílis e baço.
Casca d’anta-abóbora: Trata a anemia, fraqueza digestiva, vômitos.
Casca de Impurana: Balsâmica das vias respiratórias, colites.
Casca de Laranja: Relaxante, digestiva, aromática.
Castanha da Índia: Má circulação, flebite, hemorróidas e varizes.
Catinga de Mulata: Artrite, artrose, gota. Uso Externo: Psoríase, piolhos.
Catingueira: Depurativo, afrodisíaco. Uso Externo: Eczema, impingem, erisipela.
Catuaba: Energético, falta de memória, afrodisíaco.
Cavalinha: Diurético, ácido úrico, circulação, hipertensão, rins.
Cedro: Febres altas, desenterias, fraqueza orgânica. Uso externo: Dores musculares.
Centaurea - Fel da Terra: Inapetência, estômago, febre alta, hepatite.
Centella AsiáticaCelulite, gordura localizada, circulatória, caimbras.
Chá Preto: Estimulante, digestivo, tônico.
Chapéu de Couro: Depurativo, colesterol, diabetes, gota, ácido úrico.
Chapéu de Napoleão – Aguai: Semente energética, uso externo comprovado.
Cinco Plantas: Espécies diuréticas.
Cipreste/Tuia: Disenteria, corrimento. Uso Externo: Feridas, úlceras, verrugas, calos.
Cipó Azougue: Depurativo, eczemas, feridas, furúnculos, herpes.
Cipó Cabeludo: Cistite, nefrite, uretrite, não elimina a albumina.
Cipó Caboclo: Orquite, hemorróidas, flebites, erisipela.
Cipó Cravo: Estomacal, gastrite, azia, gases.
Cipó Cruz Cainca: Reumatismo, diabetes, ácido úrico, inchaço.
Cipó Cruzeiro: Reumatismo, artrose, artrite, coluna, tendenite.
Cipó Prata: Areias e cálculos de rins e bexiga, dores.
Cipó Suma: Depurativo, furúnculos, acne, eczema, afecções mucosas.
Coentro Grão: Digestivo, gases intestinais, colite.
Composto Emagrecedor: Combinação de onze espécies medicinais, atuando como desintoxicante, depurativa, diurética, laxante brando.
Composto Energético: Combinação de espécies tônicas e estimulantes.
Coro-Onha - Olho de Boi: Uso Externo: Sementes energéticas para hipertensão.
Curcuma: Fígado, vias urinárias, icterícia, bronquite.
Damiana: Incontinência urinária, impotência, tônico e estimulante.
Dente de Leão: Depurativo, desintoxicante, laxante brando.
Douradinha: Diurética, depurativo, afecções cutâneas, ácido úrico.
Endro Dill: Cólicas, calmante leve, aumenta o leite materno.
Erva Baleira: Reumatismo, artrite, artrose, dores musculares.
Erva de Bicho: Tratamento de hemorróidas e úlceras, varizes, uso interno/externo.
Erva Doce: Gases intestinais, cólicas, estimulante.
Erva Passarinho: Moléstias pulmonares. Uso Externo: Eczemas, sarna.
Erva Santa Maria: Vermífuga, parasitas intestinais, laxativo.
Erva São João – Mentrasto: Anti-depressivo, males da menopausa, dores musculares, colites e cólica menstrual.
Erva Tostão – Pega Pinto: Afecções urinárias, fígado e baço.
Espinhera Santa: Gastrite, úlcera, calmante das paredes estomacais.
Estigma de Milho: Hidratante dos rins e cólica renal.
Eucalipto: Desinfetante das vias respiratórias e balsâmico.
Fava de Santo Inácio - Gengiroba: Icterícia, hepatite, purgante.
Flor de São João: Vitiligo.
Fedegoso: Laxante, depurativo. Uso Externo: Afecções da pele.
Feno Grego: Diabetes, digestivo, laxante brando.
Fucus Vesiculosus: Disfunções da tireóide, vesícula, obesidade.
Funcho: Gases, digestivo e relaxante.
Garra do Diabo: Reumatismo sangüíneo, esporão, gota, desintoxicante.
Genciana: Fraqueza orgânica, anemia, tônico estimulante de apetite.
Gervão: Tônico estomacal, fígado, pâncreas, depurativo.
Gengibre: Asma, bronquite, rouquidão, colesterol.
Gingko Biloba: Atua nos radicais livres. Oxigenação cerebral.
Goiabeira: Combate a diarréia e afecções da garganta.
Graviola: Diabetes, colesterol, emagrecimento.
Guaco: Expectorante, tosse, bronquite e resfriados.
Guaraná: Estimulante físico e mental.
Guassatonga: Gastrite, úlcera, depurativo, cicatrizante, herpes.
Hamamelis: Favorece a circulação, varizes, trombose, hemorróidas.
Hibiscus – Rosella: Anti-febril, digestivo, relaxante, obesidade.
Hipérico: Anti-depressivo.
Hortelã: Espasmos, náuseas, azia, relaxante, dispepsia nervosa.
Imburama Sementes: Tônico, gastrite, tosse, expectorante, asma.
Ipecacuanha: Desenteria, catarros do pulmão, bexiga, garganta.
Ipê Roxo/Pau d’arco: Arterioesclerose, fortifica o sangue, úlceras.
Jambolão: Eficaz no tratamento do diabetes.
Japecanga: Depurativo, diurético, sífilis, reumatismo.
Jasmim Folhas: Digestivo, alcoolismo, cardiotônico, circulatório.
Jasmim Flor: Relaxante, digestivo, insônia.
Jatobá: Balsâmico, bronquite, laringite, orquite.
Jarrinha: Nevralgias, dores musculares e artríticas, estimulante.
Jequitibá: Uso externo: gargarejos, aftas, anjina, amigdalites.
João da Costa: calores da menopausa, trata o útero e ovários.
Juá: saponáceo natural, anti-caspa uso externo.
Jurema preta: uso externo: feridas, cancros, úlceras, erisipelas.
Jurubeba: hepatoprotetor, vesícula, pâncreas, baço, intestinos.
Kumell: Diurético, cólicas, estomacal.
Levante: Febres, congestão nasal, expectorante.
Limão Bravo: Friagem, tosse, bronquite, resfriados.
Linhaça: Laxante brando, gases intestinais.
Lobelia: Desinfetante das vias respiratórias, tabagismo.
Losna: Falta de apetite, diabetes, fígado, pâncreas, bílis, mau hálito.
Lotus: Emoliente catarral, anti-tossígeno, rinite, laringite.
Louro: Amenorréia, nevralgia, cólicas estomacais e menstruais.
Lúpulo: Calamte, insônia crônica.
Maçã: Digestivo, relaxante, debilidade estomacal.
Macela: Anti-diarréica, fígado, pâncreas, colite, vesícula.
Malva Branca: Gengivite, garganta, abcessos e desinfetantes.
Mamica de Cadela: Dores de dente e ouvido. Uso interno e externo vitiligo.
Manjericão: Anti-inflamatório, garganta, tosse, digestivo.
Maracujá: Calmante, sedativo leve, insônia, alcoolismo.
Marapuama: Tônico nervino, afrodisíaco, impotência sexual.
Mate: Tônico cerebral, estimulante, digestivo, diurético.
Melão de São Caetano: Regulariza o fluxo menstrual. Uso externo: piolhos.
Melissa - erva cidreira: Cardiotônica, calmante, gastrite crônica.
Mentruz/Mastruço: Fortalecedor pulmonar, gastrite, cicatrizante.
Menta: Digestivo, espasmos, cálculos biliares.
Milomens: Afecções das vias urinárias, prostatite, diurético.
Mulungu: Sedativo, insônia crônica, alcoolismo, asma.
Mutamba: Afecções do couro cabeludo e queda de cabelo. Uso externo.
Noz de Cola: Debilidade física, mental e sexual, estimulante.
Nogueira: Trata útero, bexiga, inflamação dos ovários.
Noz Moscada: Estomacal, cólicas, arrotos, soluços, hipertensão.
Nó de Cachorro: Estimulante geral e afrodisíaco.
Oliveira: Regula os intestinos e pressão arterial.
Pacová: Vermífugo, trata gastralgia e estômago.
Plama Cristi: Emoliente do intestino, auxilia no emagrecimento.
Panacéia: Depurativo, afecções de pele, sífilis, diurético.
Para Tudo: Reconstituinte digestivo, evacuações sanguinolentas.
Parietaria: Cálculos renais e retenção urinária.
Pariparoba: Fígado, vesícula, baço, gastralgia e azia.
Parreira Brava: Males do fígado e digestão, reumatismo e cólicas.
Pau Ferro: Diabetes, diminuindo o volume da urina e sede.
Pau Pereira: Digestão difícil, estomacal, prisão de ventre.
Pau Tenente – Quassia: Hepaprotetos, oxiúridos, diabetes.
Pata de Vaca: Diabetes, depurativa, diurética.
Pedra Ume Caá – Insulina Vegetal: eficaz no diabetes.
Peroba: Trata a epilepsia, histeria, asma, coqueluche.
Pfafia Panic-Ging Seng: Energético, colesterol, diabetes.
Picão: Icterícia, hepatite, boca amarga, alergias. Uso interno e externos.
Pimenta de Macaco: Digestiva, afrodisíaco.
Pitanga: Febre, ácido úrico, diabetes, colesterol.
Pixuri: Usado nas paralisias e derrames. Uso externo picada de inseto.
Poejo: Expecetorante, gripes, resfriados, tosse crônica e asma.
Pulmonária: Trata pneumonia, tuberculose, enfizema pulmonar.
Pulsatila: Corrige o fluxo menstrual, cólicas.
Quebra Pedra: Cálculos renais, dores lombares, próstata, cistite.
Quina Quina: Tônico amargo, hepaprotetor, anti-diabético. Uso externo: queda de cabelo.
Quixaba: Cistos de ovário, inflamações no útero, corimento.
Romã Casca: Afecções da laringe, faringe, cicatrizante.
Rosa Branca: Inflamações uterinas, rins. Uso Externo: Banhos.
Rosa Rubra: Uso Externo: Trata mucosas, olhos, úlceras.
Rubi: Ácido úrico, reumatismo, anti-hemorrágico.
Ruibarbo: Vermífugo, laxativo, adstringente. sacaca Sabugueiro Flor: Febre, resfriados, catapora, sarampo, escarlatina.
Sálvia: Tônico mental, digestivo eficaz, males da menopausa.
Salsaparrilha: Altamente depurativo, colesterol, ácido úrico, acne.
Samambaia: Dores reumáticas, artrite, gripes fortes.
Sapé: Retenção urinária, fígado. Uso Externo: Dentição de neném.
Sassafraz: Depurativo, dores artríticas, inchações.
Sene Folhas – Folículos: Laxativo, regulador intestinal, obesidade.
Sete Sangrias: Depurativo, hipotensor, colesterol.
Stevia: Trezentas vezes mais doce que o açúcar, para diabéticos.
Sucupira Sementes: Reumatismo agudo, osteoporose, laringe.
Tanchagem: Gargarejos, gengivites, purifica o sangue.
Tayuia – Cabeça de Negro: Psioriase, erisipela, interno/externo.
Tília: Anti-depressivo, espasmódico, calmante.
Tomilho: Tônico estomacal, desinfetante das vias respiratórias.
Umbauba: Diabetes, bronquite e tosse.
Unha de Gato: Depurativa, febres altas, reumatismo, tumores, convalescência.
Unha de Vaca: Diurética, diabetes, depurativa.
Urtiga: Menstruação irregular. Uso Externo: Irritações e corrimentos.
Urucum: Anemia, cardiotônica, colesterol. Uso Externo: Bronzeador natural.
Uva Ursi-Ursina: Areias de rins, e bexiga, ácido úrico, próstata.
Valeriana: Calmante, insônia crônica, stress, labirintite.
Velame do Campo: Escrofulose, ganglios, eczemas, depurativa.
Verbasco: Bronquite, catarros crônicos, artrite, e hemorróidas.
Verbena: Hepatoprotetora, enxaqueca, digestiva, relaxante.
Zedoaria: Gastralgias, estomatites, úlceras, mau hálito.
Zimbro: Anti-Séptico das vias urinárias, cálculos renais, febres.