RÁDIO SAGRADA UMBANDA - OUÇA - USE OS CONTROLES PARA O VOLUME OU PAUSAR AS MÚSICAS

terça-feira

FORÇAS DOS 150 SALMOS, MUITOS FEITOS PELO REI DAVID, ESTE PAI DE SALOMÃO

 "Muitos Irmãos Umbandistas, como todos nós somos Cristãos, muitos de nós temos à Bíblia como leitura, e nela também buscamos amparo nas Passagens do Mestre Jesus, nos Provérbios e nos Salmos. Como também muitos de nós temos o Evangélio  Segundo o Espiritismo como leitura, estudo e material de apóio espiritual.  Venho então aqui apresentar as vibrações dos Salmos, conforme estudos e pesquisas, sem nenhuma pretenção de ser dono da verdade sobre eles.

Muitos dos Salmos foram feitos pelo Rei David, O número são 150 Salmos. Sempre que vamos buscar nos Salmos a força de vibração devemos invocar nossos Anjos da Guarda, lembro meus Irmãos Umbandistas e  Amigos em geral, que neste mesmo Blog, acharão postagem sobre os Sagrados Mensageiros de Deus, sendo eles que elevam nossos pedidos muitas vezes. A tradição Judaica nos ensina que os Anjos são poderosas Energias de Deus.

Devemos ler os Salmos em voz alta e em tom de oração, com Fé, com Vibração e Amor.

Vamos às Força dos Salmos

 

Salmo 01

Para um parto normal, para preservar a juventude, para os produtos da terra, para permanecer leal, para perseverança no bem.

Salmo 02

Para boa sorte, para desenvolver a intuição, para a clarividência, para o poder de cura, contra as guerras, contra as tiranias.

Salmo 03

Para se libertar das preocupações, contra inimigos, para ter fé em Deus, para dor de cabeça, dor de dente, dor de garganta.

Salmo 04

Para se livrar da insônia, para ganhar um processo, para diminuir as provações, contra as calúnias, para alcançar êxito, contra a raiva, contra as traições, contra o abandono.

Salmo 05

Proteção contra os inimigos, para receber favores de autoridades, contra a preguiça, contra a maldade, contra a fraude, contra a hipocrisia, contra ladrões, contra assassinos, contra doenças da língua.

Salmo 06

Para alívio de esgotamento, contra a dor, contra a tristeza, contra a melancolia, para fazer boa viagem, contra todas as doenças em especial as doenças dos ossos, do sangue, dos olhos, contra a congestão, contra hipertrofias, contra acusações injustas.

Salmo 07

Para desmascarar os inimigos, proteger dos fanfarrões e para resolver rapidamente qualquer situação de perigo, contra dores de cabeça, contra o cólera, contra a preguiça.

Salmo 08

Para receber favores em transações comerciais, contra doenças infantis e de animais.

Salmo 09

Ajuda a descobrir a vocação, para ter sonhos reveladores e para acabar com a impotência sexual, contra a violência, contra doenças graves e consideradas incuráveis, contra a pobreza.

Salmo 10

Para ajudar, quando tudo e todos parece estar contra, proteção nas viagens, contra dores nos olhos, proteção durante as tempestades, incêndios.

Salmo 11

Para quando se está desorientado, para acreditar em si, para aumentar a fé, contra a vaidade, contra a mentira, contra o orgulho, contra a ignorância, contra atos perversos, para se obter luz e pureza.

Salmo 12

Para proteção contra caluniadores e tagarelas; combater vícios, vista fraca, contra morte repentina, sustos, doenças nervosas.

Salmo 13

Para banir a depressão e a dúvida; contra a incredulidade, impiedade, amores impuros, tentações, doenças do coração e estômago, febres.

Salmo 14

Para escapar da pobreza, ganhar confiança e favor; obter caridade, amor do próximo; contra enganadores, caluniadores.

Salmo 15

Para ter coragem, ajudar a recuperar objetos perdidos e para vencer a depressão; contra o desespero, idiotismo, crianças atrasadas, enfermidades dos rins, reumatismos, gota, dores, febre.

Salmo 16

Para um sono repousante, prevenir vícios e para experimentar um grande contentamento. Para conhecer coisas ocultas, obter intuição apurada, força nas provas, contra a paralisia, apoplexia, fraqueza dos membros, dores, febres, intestinos, epilepsia, fecundidade.

Salmo 17

Para ser vitorioso em qualquer tipo de ação, restabelecimento da confiança quando sob pressão, para uma jornada segura. Contra inundações, orgulho, ignorância, peste, febre, doenças das mãos.

Salmo 18

Para proteção ao efetuar algo perigoso, contra drogas e vícios para vencer assaltantes e agressores. Para o desenvolvimento de dons naturais, mediunidade, conhecimento de ciências humanas e para após a cura de doenças.

Salmo 19

Para ter sucesso quando falar em público e para ter êxito nos estudos. Sorte.

Salmo 20

Para ter sucesso em negócios honestos, proteção contra perigos e sofrimentos de um dia, bom caráter, bom humor, tranqüilidade, paz de espírito, beleza de corpo e alma, contra perturbações, e perda de pessoas queridas.

Salmo 21

Para obter apoio daqueles que desfrutam de cargos de autoridade e para manter a paz matrimonial, proteção contra a tempestade em alto mar. Nas doenças mais cruéis, mais rebeldes, nos desesperos, nos sofrimentos morais mais intensos, no abandono total, nas traições, doenças do coração, do ventre, dos ossos, do peito, tuberculose, anemias, mordeduras, na ruína completa, contra possessões e aparições de espíritos.

Salmo 22

Para ajudar em situações extremas, para afastar a má sorte. Resignação nas provas e pedidos de bens temporários.

Salmo 23

Para ter paz de espírito e obter instruções nos sonhos, para pureza de coração, contra a blasfêmia e o falso juramento.

Salmo 24

Para obter uma graça, para obter força para enfrentar uma grande oposição, confiança em Deus, recuperação de herança, fortalecimento de amizades.

Salmo 25

Para achar pessoas desaparecidas, para se livrar da impopularidade, para receber força, contra perseguições, contra vinganças.

Salmo 26

Para obter absolvição quando condenado indevidamente, contra os perigos da terra e do mar, contra o medo, contra o susto, ladrões, inimigos, traições.

Salmo 27

Para vencer fobias, para ser aceito em lugar estranho, más companhias, ocasiões perigosas, para ser ouvida nas preces.

Salmo 28

Para se relacionar bem com os vizinhos, para fazer as pazes com quem
brigamos, para ter fé em Deus, contra o orgulho.

Salmo 29

Para exorcizar um local como, residência, escritório, sala, etc., para vencer um espírito mal, para manter o respeito entre os pais e filhos, para ter saúde, nas doenças físicas, problemas de consciência, para uma velhice feliz.

Salmo 30

Para se recuperar de uma doença, proteção contra calúnias, para afastar olho gordo, contra perigos e armadilhas, ódio de vizinhos, confusão, traição e abandono, unir lares, amor aos estudos.

Salmo 31

Para vencer a depressão e o pesar, contra caluniadores, para remissão dos pecados, raiva, destruição de magias e privilégios.

Salmo 32

Para se livrar de afogamento, e para encobrir algo, para artistas, conservação da voz, fraternidade.

Salmo 33

Para vencer a infertilidade, a impotência, ajudar a desenvolver inteligência, para evitar a morte de uma criança, brandura, paciência, perseverança, insucesso nos negócios, prosperidade e doenças do ossos.

Salmo 34

Para se livrar de uma doença deformadora, obter favores de pessoas importantes, desenvolver a inteligência, proteção aos pobres e abandonados, viúvas e órfãos.

Salmo 35

Para sair vitorioso numa demanda judicial, num tribunal, proteção da casa.

Salmo 36

Para proteger nas mudanças, para a proteção dos animais domésticos e de estimação e para sai vitorioso numa demanda judicial, êxito nos negócios, transportes, contra a fome, maus jogadores,. para amizade firme, paz de espírito.

Salmo 37

Para obter boa publicidade, curar a caduquice e fortalecer a memória, para se livrar da bebida, febre, medula espinhal, abcessos, feridas, contusões, luxações, gagueiras, curativos, paralisia, rins, olhos, ouvidos, surdez, contra a calúnia, contra as magias, contra os maus espíritos.

Salmo 38

Para alcançar o perdão das nossas falhas e pedir proteção.

Salmo 39

Para desenvolver a inteligência, para obter orientação para o futuro. Calúnias, visões, manifestações espirituais, clarividência, profecias, dom da palavra.

Salmo 40

Para se livrar da ansiedade e de espíritos malignos. Sofrimentos morais, amores contrariados.

Salmo 41

Para obter alta do hospital, para recuperar a credibilidade após ter sido difamado. Perturbações da alma, desespero.

Salmo 42

Para alívio espiritual Perturbações da alma, proteção.

Salmo 43

Amor honesto.

Salmo 44

Para obter o perdão por não ter cumprido o que prometeu à alguém e proteção contra os inimigos. Beleza física e moral, iluminação espiritual, renovação do corpo.

Salmo 45

Para aumentar ou readquirir a harmonia conjugal. Provas e tribulações pessoais.

Salmo 46

Para obter a paz em sua casa, local de trabalho ou no seu país. Fé firme.

Salmo 47

Para celebrar um sucesso e obter êxito e o amor de alguém. Proteção da casa contra os maus espíritos.

Salmo 48

Para proteger a sua casa contra ladrões e vencer a inveja alheia. Sabedoria, prudência, refinar o pensamento, elevar-se sempre, afastar as ignorâncias.

Salmo 49

Proteção de animais domésticos.

Salmo 50

Perdão, conhecimento dos mistérios e coisas ocultas, pureza e poder da vontade.

Salmo 51

Contra feiticeiros, invejosos e caluniadores.

Salmo 52

Contra a maldade.

Salmo 53

Para ajudar a desenvolver a fé. Contra a maldade.

Salmo 54

Perseguições, inimizades, temor da morte, roubo, fraude, hipocrisia, falsas amizades.

Salmo 55

Contra um inimigo sem piedade.

Salmo 56

Tristeza moral, inquietação física.

Salmo 57

Falsidade, mentiras, enfeitiçamento, magia negra.

Salmo 58

Contra bandidos, assassinos.

Salmo 59

Recompensas.

Salmo 60

Heranças futuras.

Salmo 61

Perda de lugares e dignidade, contra maldições, abuso de confiança, roubos.

Salmo 62

Abundância, insônia.

Salmo 63

Calúnias, maldades, vinganças, línguas venenosas, invenções diabólicas.

Salmo 64

Para vocação, ação de graças.

Salmo 65

Voltar à vida depois de longa enfermidade, provas terríveis da vida, calamidade em fogo ou água.

Salmo 66

Justiça Universal.

Salmo 67

Prosperidade nas empresas, defesa para viúvas, órfãos e oprimidos, proteção de prisioneiros, viagem feliz, consolação dos desesperados, perturbação dos elementos, diminuição da pobreza.

Salmo 68

Idéias negras, agonia moral, abandono, doenças da garganta, perda de voz, loucura, denúncias injustas, embriaguez, traições.

Salmo 69

Pobreza, êxito nos negócios, pagamento de dívidas, empréstimos.

Salmo 70

Para ajudar a resolver problemas difíceis, amenizar os desgostos e o desespero e desenvolver a paciência. Proteção para crianças e velhos.

Salmo 71

Justiça igual para todos, paz universal, extinção da pobreza, liberdade verdadeira, pedir comodidade, abundância, prosperidade.

Salmo 72

Contra os maus, doença nos membros, paralisia, rins, coração, imbecilidade, idiotismo, anemia, tuberculose e vício.

Salmo 73

Contra fantasias, maus espíritos.

Salmo 74

Para ganho de processo.

Salmo 75

Trabalho e riqueza, renovação do mundo.

Salmo 76

Perturbação da alma, insônia, amor à prece e à meditação.

Salmo 77

Para uma velhice feliz.

Salmo 78

Para não haver guerra

Salmo 79

Para ajudar no sucesso profissional e reconhecimento do talento. Contra o ciúme.

Salmo 80

Música e harmonia, domínio dos idiomas, contra os sofrimentos.

Salmo 81

Proteção dos pobres, dos órfãos, contra as trevas.

Salmo 82

Contra explorações religiosas, contra incêndio.

Salmo 83

Amor à religião.

Salmo 84

Benção para a terra, jardins, etc.

Salmo 85

Súplica ardente para qualquer pedido, desenvolver qualidades do espírito e coração.

Salmo 86

Transformação do corpo, vitória da verdade.

Salmo 87

Para descobrir a verdade e coisas ocultas. Para doentes, aflitos, abandonados e pobres, traições e abandonos.

Salmo 88

Apaziguar orgulhosos e teimosos.

Salmo 89

Sucesso nos negócios e empreendimentos. Dignidade pessoal, altivez justa, prolongamento da vida, fraquezas humanas, desânimo, perturbação, sabedoria, calma nas provas, necessidade do trabalho, amor ao trabalho.

Salmo 90

Harmonia do lar e contra assaltos. Línguas perversas, visões más, pesadelos, insônia, ilusões, maus espíritos, vampiros, animais perigosos.

Salmo 91

Bom para todos os assuntos. Deixar aberto, sempre.

Salmo 92

Exercício da força, agilidade.

Salmo 93

Bom para todos os assuntos. Deixar aberto, sempre.

Salmo 94

Alegria, ação de graças.

Salmo 95

Para limpeza energética e espiritual de ambientes particulares ou comerciais.

Salmo 96

Caridade, iluminação.

Salmo 97

Para a reconciliação conjugal. Harmonia.

Salmo 98

Fé em Deus, devoção dos anjos.

Salmo 99

Consciência pura.

Salmo 100

Vida reta, pura e honesta. Evitar os maus, livrar-se de malidicentes, vaidosos, ambiciosos e orgulhosos.

Salmo 101

Devem ser feitos juntos, para obter a fertilidade ou manter a saúde e curar as doenças.

Salmo 102

Ajuda nas decisões e manter o emprego; favorece os advogados. Cura da alma e do corpo, volta à vida, graças temporais, saber sofrer e crescer, perdão, união com os espíritos superiores.

Salmo 103

Para a fertilidade. Chuvas, ventos, raios, desabamentos e para colheita abundante.

Salmo 104

Ajuda a descobrir as verdades nos processos jurídicos. Contra fome, a sede, a escravidão, as trevas da ignorância, animais nocivos, prosperidade e riqueza.

Salmo 105

Devem ser feitos juntos, para obter a fertilidade ou manter a saúde e curar as doenças.

Salmo 106

Contra a fome, escolha de uma residência, opressão, desgosto, angústia, fecundidade, abundância em geral, contra enjôos.

Salmo 107

Contra os inimigos comuns.

Salmo 108

Livra dos opressores e confunde as energias negativas mandadas. Vitória sobre os mentirosos, caluniadores.

Salmo 109

Somos todos filhos de Deus.

Salmo 110

Sustento da alma humana.

Salmo 111

O bem traz a felicidade, a inveja é pecado.

Salmo 112

Deus proteção, contra a esterilidade.

Salmo 113

Devem ser feitos juntos, para obter a fertilidade ou manter a saúde e curar as doenças.

Salmo 114

Harmonizar a família em questões de heranças e encontrar um namorado. Pelo amor verdadeiro, contra o sofrimento físico e moral, pelas crianças.

Salmo 115

A fé e o amor, contra a mentira.

Salmo 116

Pela união universal.

Salmo 117

Força nas provações, prosperidade, santificação de festas.

Salmo 118

Para abrir os caminhos, ganhar os processos judiciais, encontrar um bom emprego. Pureza da vida, contra armadilhas perversas, nos arrependimentos, bondade e disciplina, inteligência.

Salmo 119

Para nos proteger de inimigos religiosos ou de alguma seita. Contra a crítica, pela união e pela paz.

Salmo 120

Bom para viagens, para não ter medo de enfrentar a vida. Contra o terror e maus sonhos.

Salmo 121

Justiça, paz, prosperidade.

Salmo 122

Dores nos olhos, imposições.

Salmo 123

Doenças do sangue. Tudo podemos com Deus.

Salmo 124

Proteção de Deus. Confiança na providência.

Salmo 125

Pelos prisioneiros, aflitos e os que choram.

Salmo 126

Proteção da família e da casa e saúde dos filhos.

Salmo 127

Honestidade, vida longa e feliz.

Salmo 128

Vitória sobre os inimigos.

Salmo 129

Pelos mortos, revelação de coisas ocultas, pelas almas sofredoras.

Salmo 130

Doenças dos olhos, o verdadeiro saber, segurança das crianças.

Salmo 131

Sono reparador, amor à Deus, auxílio dos pobres.

Salmo 132

Fraternidade universal, união, amor, concórdia.

Salmo 133

Consagração a Deus, bons exemplos.

Salmo 134

Consagração a Deus, bons exemplos.

Salmo 135

A mão de Deus, as grandezas da criação.

Salmo 136

Dureza do exílio, aspiração à vida superior.

Salmo 137

As riquezas vem de Deus.

Salmo 138

Deus está em tudo, vitória da luz sobre as trevas.

Salmo 139

Livra dos inimigos, confundir as pessoas que nos caluniam.

Salmo 140

Prudência no falar e reserva nas relações, confiança absoluta em, Deus, paciência.

Salmo 141

Proteção contra os inimigos.

Salmo 142

Infelicidade, desânimo, escolha de vocação, luzes espirituais, posição, casamento, viagem, amor honesto.

Salmo 143

Abundância de bens, beleza das casas, paz.

Salmo 144

Agiliza as respostas, combater as contrariedades, tomar decisões certas. Promessa de Deus.

Salmo 145

Confiança em Deus.

Salmo 146

Deus é poder.

Salmo 147

Contra ladrões, paz universal, abundância e prosperidade, para as crianças.

Salmo 148

Ação de graças.

Salmo 149

Vitória e fé.

Salmo 150

Harmonia universal, louvor a Deus





Fonte de pesquisa:  http://www.oguru.com.br

O livro de Salmos é uma coleção de 150 poemas dividida em 5 livros. Várias pessoas foram usadas pelo Espírito Santo para nos revelar essa rica literatura de adoração.
A metade dos salmos foi escrita por Davi. Os títulos o identificam como autor de 73 salmos. Atos 4:25 e Hebreus 4:7 atribuem mais dois ao segundo rei de Israel. Salomão, o filho de Davi, acrescentou mais dois (72 e 127), e Moisés escreveu um (90). Vários homens que conduziam o louvor em Jerusalém (Asafe, Etã e os descendentes de Corá) escreveram 25 dos salmos. Os autores de quase um terço dos salmos não se identificam.
As datas dos salmos abrangem, pelo menos, nove séculos. Moisés escreveu no 15º século a.C., e alguns dos salmos foram escritos depois da volta do cativeiro (veja, por exemplo, Salmo 147:2), que aconteceu no 6º século a.C. A grande maioria vem da época do reino unido, quando a arca da aliança foi levada a Jerusalém, e o templo foi construído naquela cidade.
A diversidade dos salmos traz uma riqueza especial à sua qualidade como exemplos de adoração. Eles tratam de toda espécie de experiência humana. Falam de vitória e alegria, e de medo e perseguição. Refletem as emoções de homens espirituais gozando comunhão com o Criador, e de pecadores sentindo falta dele. Pedem bênçãos sobre os justos e punição dos ímpios. Podemos aprender muito das diversas experiências de Davi, Asafe e outros salmistas de Israel. Considere alguns exemplos.
Quando fugia de Absalão, seu filho rebelde, Davi escreveu: “São muitos os que dizem de mim: Não há em Deus salvação para ele. Porém tu, Senhor, és o meu escudo....Com a minha voz clamo ao Senhor, e ele do seu santo monte me responde. Deito-me e pego no sono; acordo, porque o Senhor me sustenta” (3:2-5).
Depois de cometer adultério com Bate-Seba, Davi abriu o seu coração penitente para Deus: “Compadece-te de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; e, segundo a multidão das tuas misericórdias, apaga as minhas transgressões. Lava-me completamente da minha iniqüidade e purifica-me do meu pecado. Pois eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim” (51:1-3).
Muitos salmos louvam as qualidades de Deus, como o Salmo 93, que fala em poucos versículos da soberana majestade, do poder, da fidelidade, da santidade e da eternidade do Senhor. Vários salmos destacam características específicas de Deus – a sua justiça (96:13; 98:8-9), a sua santidade (99), a sua misericórdia (136), etc.
A leitura dos salmos nos impressiona com a profunda espiritualidade do louvor. Temos o privilégio, através dos salmos, de ver de perto os corações de homens que realmente exultavam na presença de Deus. “Aleluia! Louvai o nome do Senhor; louvai-o, servos do Senhor” (135:1).

– por Dennis Allan Fonte:http://www.estudosdabiblia.net



quinta-feira

ABÔ - AMACI - EXU - RESPONDENDO....

PERGUNTAS    E    RESPOSTAS:




 ABÔ  É RITUAL DE UMBANDA ?

ABÔ  NÃO É RITUAL DA SAGRADA UMBANDA, POIS  O ABÔ É UM  PRECEITO DAS NAÇÕES DO CANDOMBLÉ , SENDO UM BANHO COM ERVAS EM DECOMPOSIÇÃO COM MENGA ( SANGUE DE SACRIFÍCIO DE ANIMAIS ), NA SAGRADA UMBANDA NÃO ADMITIMOS SACRIFÍCIOS DE NENHUMA ESPÉCIE.




AMACI  É  UM RITUAL  DA  UMBANDA ?

NA SAGRADA UMBANDA TEMOS O AMACI " LIMPEZA E FORTALECIMENTO DA COROA ", COMO RITUAL IMPORTANTÍSSIMO BEM COMO IMPRECINDÍVEL PARA  OS  QUE SE PREPARAM PARA O BATISMO, BEM COMO PARA DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO. O AMACÍ É UM RITUAL MUITO LINDO E TAMBÉM SAGRADO PARA NÓS DA SAGRADA UMBANDA




QUAL  A  IDADE  PARA  SER  MÉDIUM ?

NA SAGRADA UMBANDA, NO CASO DE CRIANÇAS E JOVENS ,VERIFICAMOS O TIPO DE MEDIUNIDADE É APRESENTADA,  O  GRAU DE INTENSIDADE. SOMENTE SERÁ  FEITO O CONTROLE MEDIÚNICO E AMPARO, ATÉ QUE O JOVEM POSSA DECIDIR POR SI  SE REALMENTE QUER SER DESENVOLVIDO, MEDIANTE TODA CONCORDÂNCIA DE SEUS PAIS E RESPONSÁVEIS.  MESMO QUANDO ADOLECENTES OU JOVENS   NÃO ENCORAJAMOS PARA DESENVOLVIMENTO, POIS SABEMOS QUE MUITOS QUE SÃO INICIADOS DEIXAM AS LINHAS DE PREPARO E TRABALHOS MEDIÚNICOS PARA DEDICAREM-SE AOS ESTUDOS, RELACIONAMENTOS E AO SE AFASTAREM DAS LINHAS DE PREPARAÇÃO E TRABALHOS (DESENVOLVIMENTO MEDIÚNICO)  SOFRERÃO POR ESTAREM COM SEUS CANAIS ENERGÉTICOS ABERTOS (CHAKRAS OU CHACRAS)  POR ONDE ACONTECE TODA RECEPCÃO VIBRACIONAL DA ESPIRITUALIDADE. E SE ESTIVER FORA DO CAMPO ENERGÉTICO DE PROTEÇÃO E FORTALECIMENTO DE SUA CASA, TERREIRO, TENDA, CENTRO, ONDE TODO NÓS  CONSTANTE RECEBEMOS  A RENOVAÇÃO E FORTALECIMENTO DE NOSSAS ENERGIAS, CERTAMENTE FICARÃO FRAGILIZADOS E SOFRERÃO PROBLEMAS DIVERSOS. SENDO ASSIM COM RESPONSABILIDADE QUE TEMOS AQUI NA SAGRADA UMBANDA NÃO INICIAMOS CRIANÇAS, SALVO EM EXTREMAS  NECESSIDADES.





EXU  DE  UMBANDA  É  O  MESMO  DAS  NAÇÕES  DO  CANDOMBLÉ?

EXU NAS NAÇÕES É APRESENTADO COMO ORIXÁ IMPORTANTÍSSIMO. NA SAGRADA UMBANDA TAMBÉM, EXU AQUI NA SAGRADA UMBANDA É REVERENCIADO COMO ORIXÁ, COMO TAMBÉM ORIXÁ BOMBOGIRA (POMBAGIRA), BEM COMO CULTUAMOS O ORIXÁ EXU MIRIM.   SENDO QUE  OS COMANDADOS DE EXU ORIXÁ , OS SENHORES EXU ATUANTES NESTE PLANETA COM TODA SUA HIERARQUIA NOS AMPARAM DENTRO DA UMBANDA, PELA FORÇA QUE CHAMAMOS DE  KIMBANDA, NÃO CONFUNDIR COM QUIUMBANDA  QUE É UM CULTO NEGATIVO FORA DA UMBANDA, ONDE ATUAM KIUMBAS,  ESPÍRITOS MARGINAIS DO ASTRAL.  VOLTANDO A QUIMBANDA QUE JÁ TENTARAM  APRESENTA-LA COMO KIBANDA (DIZENDO SER NOME ORIGINAL, PARA TER-SE O SETENÁRIO, SETE LETRAS COMO "U M B A N D A".    ENTÃO INFORMO QUE A QUINBANDA É O CAMPO DE VIBRAÇÃO ONDE ATUAM OS GUARDIÕES, BAIANOS, MARINHEIROS, CIGANOS,  CABOCLOS E PRETOS-VELHOS QUIMBANDEIROS. POIS É NESTA FAIXA DE VIBRAÇÃO QUE SE É DESFEITA TODA MANIPULAÇÃO DE ENERGIAS  NEGATIVAS INDEVIDAS E CRIMINOSAS PERANTE A LEI MAIOR DE DEUS.
NAQUIMBANDA QUE SE DESFAZ OS TRABALHOS DE MAGIAS NEGATIVAS CONHECIDAS TAMBÉM COMO MAGIAS NEGRAS, FEITIÇOS, AMARRAÇÕES, ETC.


LEMBRO A TODOS QUE A UMBANDA FOI  É AINDA É VÍTIMA DE  ERROS E ABSURDOS CRIADOS  MUITAS VEZES POR PESSOAS ATÉ SEM MÁS INTENÇÕES, POR  IGNORANCIA, PESSOAS QUE APRENDERAM COM ERROS DE OUTROS E QUE SE AFASTARAM E SE AFASTAM DELA E SAEM PREGANDO INVERDADES OU ATÉ DIRIA SUAS "VERDADES ABSURDAS" , FAZENDO QUE OUTROS IGNORANTES COMPREM TAL INFORMAÇÕES. ISSO É BEM EVIDENTE QUANDO OBSERVAMOS IRMÃOS DE OUTRAS RELIGIÕES QUE COM SUAS MEDIUNIDADES COMPLETAMENTE DESCONTROLADAS DÃO PASSIVIDADE A OS TAIS KIUMBAS (MARGINAIS DO ASTRAL), OU MESMO IRMÃOS SOFREDORES DESENCARNADOS E  SE VALENDO  DA IGNORÃNCIA DOS QUE  NAQUELE MOMENTO OS CULTUAM E LHE FAZEM ÚTEIS AOS SHOWS E APELOS, UTILIZAM NOMES DE NOSSOS ABENÇOADOS GUARDIÕES E GUARDIÃS PARA BATIZÁ-LOS.   TENHO EM MEU CURSO DA SAGRADA UMBANDA, QUESTIONÁRIOS DE TAIS SEITAS QUE PERGUNTAM DE PRECEITOS DE NOSSAS RELIGIÕES AFRO-INDÍGINA-BRASILEIRA, DOS NOMES DE NOSSAS ENTIDADES ESPIRITUAIS, DE NOSSAS COMIDAS, DOCES, PATUÁS, ETC. TAMBÉM INFORMO QUE MESMO SEM OS TAIS RELIGIOSOS SABEREM, ESTÃO POR VEZES ALÉM DOS SHOWS E DOS APELOS,   ESTAREM PROPICIANDO O CHOQUE ANÍMICO MUITAS VEZES NECESSÁRIOS AOS ESPÍRITOS PERTURBADOS E COM NECESSIDADE DELE, PARA REFAZEREM SEUS PERISPÍRITOS. MAL SABEM OS SACERDOTES E RELIGIOSOS, QUE EM VOLTA DELES E DAS TAIS EDIFICAÇÕES MAJESTOSAS ESTÃO E ESTARÃO SEMPRE NOSSOS AMIGOS,  SAGRADOS GUARDIÕES EXUS COROADOS, ESPADADOS, LHES DANDO A PROTEÇÃO,  POIS ALI TAMBÉM SE FORMA UMA CORRENTE DE FÉ, DE AMOR,  DEUS CUIDA DE TODOS NÓS E AMA À TODOS NÓS.








SARAVÁ FRATERNO E AMIGO,  ISAIAS PINTTO - SACERDOTE SAGRADA UMBANDA



sexta-feira

TIPOS DE DEFUMAÇÕES


Defumações





O instrumento litúrgico de uso para se fazer  defumações é chamado de Turíbulo que é um incensário. Utilizado por outras religiões e também na Umbanda, sendo que na falta deste, são utilizados panelas, frigideiras, latas. 



O Turíbulo tem um fundamento que advindo  do Catolicismo,  e aprendi que o turíbulo por mostras a forma de um coração, representa o Homem e seu progresso na vida espiritual. 

Um incensário ainda apagado e frio dá muito trabalho para ser aceso: é necessário preparar os carvões assoprando para que o fogo se torne mais intenso e depois escolher algumas brasas para colocá-las dentro do turíbulo. Mesmo com as brasas se o incensário permanecer parado ele apagará. 

O responsável pela execução da Defumação com o turíbulo deverá estar sempre  agitando-o constantemente. Assim é também o Homem, no início de sua vida espiritual precisa de muito apoio, porém, durante toda a sua vida precisa se manter em progresso, pois, parando apagará como o turíbulo que não esteja em movimento.

O uso do incenso representa a Oração, que não deve ser ousada e nem covarde e pouco confiante. Deve ser como a fumaça do turíbulo que vai aos céus produzindo perfume, não de forma “ousada”, diretamente, mas descrevendo curvas enquanto sobe confiante, sem parar.




A Defumação

Defumação é um processo ativo de exercício de mediunidade e por isso deve ser tratado com muito cuidado.

Todo local onde se vive, seja um templo, sua casa ou local de trabalho, pode e deve ser defumado. A Casa onde se mora principalmente, ainda mais se  é uma pessoa que trabalha com a espiritualidade do Santo (Responsabilidade mediúnica), e que mantém em casa suas firmezas ou mesmo os seus instrumentos litúrgicos.

Todo mundo que tem "luz" própria ou que tem em si ou sua casa um local de concentração de energia, acaba sendo um atrativo para as inúmeras almas perdidas que existem vagando pela terra. Assim, ao defumarmos, nem sempre estamos tratando de afastar demandas contra nós, mas também de manter o equilíbrio de nossa própria casa.

Qualquer pessoa com ou sem uma mediunidade ativa, pode perceber quando ha uma alteração no ambiente e nesses casos deve se recorrer a uma defumação. No caso de terreiros e casas de santo, onde tudo isso é mais grave ainda, ou melhor mais intenso, o início de cada sessão de trabalho deve ser precedido de uma defumação.

Considero que defumar não é um processo formal ou ordinário e sim uma liturgia e quem defuma algum lugar sempre deve se preparar porque vai estar absorvendo também as energias negativas do lugar, como um para-raio, ou um "aspirador de pó".

Desta forma para executar essa liturgia é necessário alguma maturidade na magia, conhecimento e também procedimentos de preparação e auto-limpeza que para quem faz vai mais além do que o ato de defumar.

Em termos da maturidade na magia significa uma sintonia com os mestres e entidades que trabalham junto com ele. O conhecimento diz respeito ao método de fazer e elementos a serem utilizados tanto no defumador ou defumadores como também em procedimentos complementares. Em termos de finalidade, o processo de defumação pode ser feito para retirar, ou seja queimar, a energia ruim como também preencher com energia boa. Geralmente quando se encontra um ambiente carregado usa-se um ou mais defumadores de limpeza, que irão "queimar" ou esterilizar as energia ruins.

Depois do ambiente ruim faz-se uma nova defumação com um outro defumador "doce" que irá preencher o ambiente com a energia que se quer deixar evitando assim um vazio que é a oportunidade para coisas indesejadas ou mesmo um ambiente estéril e que não traga conforto aos ocupantes do lugar.

No caso de terreiros ou casas de trabalho é similar. É comum se defumar mais de uma vez ao longo do dia de maneira a garantir a limpeza astral do lugar. No início de trabalhos com determinadas linhas, como a do povo cigano ou do oriente, pode-se passar um defumador “doce” com a finalidade de atrair e facilitar as energias destas entidades. No catimbó o cachimbo é também um instrumento de defumação e preparação do ambiente. Pode-se usar fumos com ervas de limpeza para limpar a seção, como também pode-se colocar misturas “doces” para facilitar ou chamar a incorporação.

**

Os defumadores devem ter fórmulas adequadas a cada finalidade. Um pessoa experiente sabe fazer os seus e pode ter vários que são usados conforme o caso e, que combinam as ervas mais adequadas e as ervas que fazem parte do seu fundamento e de suas entidades, porque a gente nunca faz isso sozinho, sempre estamos acompanhados com a Espiritualidade.

Um exemplo de protocolo de limpeza para defumar uma casa carregada e com presença de eguns negativos, ou seja espíritos que não aceitaram a luz e ainda estão junto a nós nessa dimensão.
 Podemos iniciar usando um primeiro defumador somente com Saco-Saco, ou na falta deste com Palha-de-cana ou de Bambu. Estes elementos são recomendados para se defumar dentro de casa, mas deve-se retirar as pessoas antes. Quando se vai defumar um local onde não moram pessoas ou o terreno de uma casa pode-se usar receitas como a seguinte:

- Palha de alho.

- Palha de cebola.

- Raspa de chifre de boi.

- Noz moscada.

- Assa-fétida.

- Folha de café.

- Grão de café torrado.

O alho é um elemento bom, mas pode ser contra axé de alguém da casa. Da mesma forma como a arrudar.  Assim os elementos que despertam kizilas ( choque vibracional devido ao tipo de  Energia do Orixá e da pessoa, ou o que ela coma, uso de determinada erva,etc ) devem ser usados com cuidado. A composição dos defumadores é um conhecimento que deve ser desenvolvido e aprendido. Não é de  gosto de muitos Sacerdotes os defumadores de loja, mas em muitos casos podem ser usados como solução emergencial.

Para o segundo defumador de limpeza pode-se usar uma mistura como a seguinte:

- Alfazema;

- Erva doce;

- Alecrim;

- Salsaparrilha;

- Salvia;

- Cravo.


O processo de defumação começa pelo portão onde a gente deve fazer nossas firmezas. Passa-se o primeiro defumador de limpeza.
Adicionalmente, pode-se fazer isso acompanhado de uma pessoa que vai atrás da gente com uma quartinha de barro com Água, cruzando os cômodos com a gente. Ao fim, coloca-se os restos do defumador na rua e se joga a Água da quartinha em cima para apagar. Depois bate-se folhas nas paredes, (erva prata, arrufa, guiné, peregun, e outras). Passa-se o mesmo (ou outro) defumador pelo terreno, cruzando e fazendo o perímetro da casa. Passa-se o segundo defumador de limpeza, jogando as cinzas na natureza, de preferência fora do perímetro da casa. (mais longe)



Por fim, passa-se o defumador “doce” para alimentar o ambiente com nossa energia.


Ninguém sabe quando a humanidade começou a usar as plantas aromáticas. Estamos razoavelmente seguros de que os sentidos do homem antigo eram bem mais aguçados, e o sentido do olfato foi crucial para sua sobrevivência. Há evidência do período Neolítico de que ervas aromáticas eram usadas em culinária e medicina, e que ervas e flores eram enterradas com os mortos. A fumaça ou fumigação foram provavelmente um dos usos mais antigos das plantas, como parte de oferendas rituais aos deuses. Era provavelmente notado que a fumaça de várias plantas aromáticas tinha, entre outros, efeitos alucinógenos, estimulantes e calmantes. Gradualmente, um conjunto de conhecimentos sobre as plantas foi acumulado e passado a centenas de gerações de xamãs.
As plantas aromáticas têm sido honradas de um modo especial desde os tempos antigos. Eram utilizadas em rituais religiosos e mágicos, assim como nas artes curativas. Estas três práticas eram fundamentais para a existência humana (ainda hoje continuam sendo).


Egípcios

A antiga civilização egípcia era devotada em direcionar os sentidos em direção ao Divino. O uso das fragrâncias era muito restrito. Inicialmente, sacerdotes e sacerdotisas eram as únicas pessoas que tinham acesso a estas preciosas substâncias. As fragrâncias dos óleos eram usadas em perfumes, na medicina e para uso estético, e ainda, para a consagração nos rituais, queimados como incenso. Sobre as paredes das tumbas dos templos antigos perdidos no deserto, podemos ver com freqüência uma fumaça que sai de um pote, ou um incensário horizontal muito parecido com os atuais. Quando o Egito se fez um país forte, seus governantes importaram de terras distantes incenso, sândalo, mirra e canela. Esses tesouros aromáticos eram exigidos como tributo aos povos conquistados e se trocavam inclusive por ouro. Os faraós se orgulhavam em oferecer às deusas e aos deuses enormes quantidades de madeiras aromáticas, gomas, resinas e perfumes de plantas, queimando milhares de caixas desses materiais preciosos. Muitos chegaram a gravar em pedras semelhantes façanhas.
Os materiais das plantas aromáticas eram entregues como tributos ao estado, e doados a templos especiais, onde se conservavam sobre altares como oferendas aos deuses e deusas. Todas as manhãs as estátuas eram untadas pelos sacerdotes com óleos aromáticos. Se queimava muito incenso nas cerimônias do templo, durante a coroação dos faraós e rituais religiosos. Se queimavam também em enterros, para neutralizar odores e afugentar maus espíritos.
Sem dúvida o incenso egípcio mais famoso foi o Kyphi. O Kyphi se queimava durante as cerimônias religiosas para dormir, aliviar ansiedade e iluminar os sonhos, e acreditava-se inclusive que pudesse reavivar a sexualidade dos mortos.


Sumérios e Babilônios
É difícil separar as práticas destas culturas distintas já que os Sumérios tiveram uma grande influência dos babilônios, e transcreveram muita da literatura dos seus antepassados para o idioma sumério. Sem engano sabemos que ambos os povos usavam o incenso. Os Sumérios ofereciam bagas de junípero como incenso à deusa Inanna. Mais tarde os babilônios continuaram um ritual queimando esse suave aroma nos altares de Ishtar.
Tudo indica que o junípero foi o incenso mais utilizado, eram usadas outras plantas também. Madeira de cedro, pinho, cipreste, mirto, cálamo e outras, eram oferecidas às divindades. O incenso de mirra, que não se conhecia na época dos Sumérios foi utilizados posteriormente pelos babilônios. Heródoto assegura que na Babilônia queimaram uma tonelada de incenso. Daquela época nos tem chegado numerosos rituais mágicos. O Baru era um sacerdote babilônio esperto na arte da adivinhação. Acendia-se incenso de madeira de cedro e acreditava-se que a direção que a fumaça levantava determinaria o futuro, se a fumaça movia-se para a direita o êxito era a resposta, se movia-se para a esquerda a resposta era o fracasso.


Hindus e Budistas
A Aromaterapia tem sido uma parte essencial do ritual religioso Hindu desde o tempo dos Vedas, cuja idade pode ser estimada em 5.000 a.C. O incenso favorece um estado meditativo, por isso ele também foi incorporado pelos budistas, que são naturalmente avessos a rituais externos. É usado na iniciação de Lamas e Monges, e é oferecido aos bons espíritos nos cultos diários.



Gregos e romanos
Estes povos acreditavam que as plantas aromáticas procediam dos deuses e deusas. Queimavam o incenso como obrigação e para proteção das casas. Em Roma usava-se nas ruas e em especial na adoração do Imperador. O povo chegou a consumir tantos materiais aromáticos que no ano de 565 foi decretada uma lei que proibia utilizar essências aromáticas pelas pessoas, com temor de não se ter suficiente incenso para queimar nos altares das divindades.



Nativos americanos
Os nativos americanos vivem em harmonia com a terra, reverenciam-na como geradora de vida. Desde muito eles conhecem as propriedades de cura das plantas de poder, usadas em tendas de suor, dança do tambor etc. Queima-se sálvia branca, cedro, pinho e resinas para limpeza de objetos de poder e rituais de adoração. É usada para a saúde e o bem-estar da tribo. Na América do sul resina aromática de copal é oferecida ainda hoje pelos descendentes Maias e Astecas para suas divindades ancestrais.



Judeus
De acordo com o Zohar, oferecer incenso é a parte mais preciosa do serviço do Templo para os olhos de Deus. A honra de conduzir este serviço é permitida somente uma única vez na vida. Diz-se que quem teve o privilégio de oferecer o incenso está recompensado pela sorte com riqueza e prosperidade para sempre, neste mundo e no seguinte.




Católicos
Como esquecer a historia maravilhosa dos três Reis Magos, que presentearam com o Líbano e Mirra o Mestre Jesus, quando ele nasceu? Essas resinas aromáticas são presentes mágicos, são incensos de alta importância e fragrância. Em varias igrejas católicas, misturas de incensos contendo resinas de Líbano e Mirra são queimados durante os rituais.




A fumaça aromática
Hoje percebe-se um aumento do interesse pelos incensos naturais de antigamente, e isso se deve ao fato que querermos que nossa casa seja um lugar mais aconchegante, convidativo e mais agradável. Infelizmente incensos comerciais raramente contém resinas ou óleos essenciais, e são feitos com essências sintéticas, carvão e derivados de petróleo que, na verdade, não trazem grandes beneficios. Prefira os feitos com sândalo (sandalwood) ou serragem (sawdust powder).
Várias pessoas associam incensos com rituais religiosos ou espiritualidade; realmente varias religiões usam fumaça aromática em seus rituais e suas cerimônias. A fumaça que sai do incenso é usada para santificar, purificar ou abençoar, e acredita-se que a fumaça é o mensageiro para o reino dos céus. Nossos ancestrais faziam uso de incensos em suas casas porque pensavam que podiam protegê-los das pragas e doenças. Essa teoria possui alguma verdade: incensos feitos de ervas, incluindo tomilho e capim limão, há muito são usados por suas propriedades anti-sépticas e curativas. Estas e outras ervas eram queimadas em quartos de doentes, em hospitais, antes da descoberta dos antibióticos. Quando queimamos incensos naturais, moléculas de óleos essenciais são soltas no ar. Então elas acham seu próprio caminho, pelo sistema olfativo ou pelos poros da pele, e atuam no cérebro, onde se processam efeitos químicos que podem mudar seu ânimo, evocar boas memórias e lembranças. Essa fumaça aromática pode relaxar, estimular e aumentar nossa energia, nos levando para um momento de paz e tranquilidade.




Umbanda
A defumação é essencial para qualquer trabalho num terreiro de Umbanda, bem como nos ambientes domésticos. Este ritual é praticado com o objetivo de purificar o ambiente (terreiro/residência), bem como o corpo do mediúm e a assistência (pessoas que irão participar da gira), retirando as energias negativas e preparando o local para que a gira possa ocorrer em harmonia.
Pode-se aproveitar o know-how pego pela Umbanda para fazer uma limpeza em sua própria casa. Para fazer uma defumação correta só precisa de carvão em brasa, dentro de um turíbulo (incensório pequeno, geralmente feito de barro). Jogue as ervas secas dentro (ou na parte de cima, dependendo do modelo de incensório) e vá defumando toda a casa:
Se for para limpeza espiritual, defume sempre de dentro para fora, se for para atrair bons fluidos e dinheiro, defume de fora para dentro. Os resíduos da defumação podem ser jogados no rio, no lixo, no terreno baldio, em qualquer lugar bem longe da casa, na encruzilhada, etc. (isto vai variar com a bula da defumação).
Várias pessoas também aconselham a seguir a posição da lua. Ex: Para quebrar feitiços e limpeza em geral, fazer na lua minguante. Na lua nova, crescente ou cheia, fazer a defumação para prosperidade, amor, etc.


Existem dois tipo de defumação:
DEFUMAÇÃO DE DESCARREGO- Serve para afastar seres do baixo astral, e dissipar larvas astrais que impregnam qualquer ambiente, tornando-o carregado e ocasionando perturbações nas pessoas que neles se encontram. Ervas utilizadas:
ALECRIM DO CAMPO: Defesa dos males, tira inveja e olho gordo, protege de magias.

ARRUDA: Descarrego e defesa dos males, proteção e remove o efeito de feitiços.

BELADONA: Limpeza de ambientes

BENJOIM RESINA e CANELA: Limpa o ambiente e destrói larvas astrais.

CARDO SANTO: Defesa, quebra Inveja (olho gordo).

CIPÓ CABOCLO: Elimina todas as larvas astrais do ambiente.

FOLHA DE BAMBU: Afasta vampiros astrais

GUINÉ: Atua como um poderoso escudo mágico contra malefícios.

INCENSO: Tanto a erva como a resina (pedra) são bons para limpeza em geral.

MIRRA: Descarrego forte, afasta maus espíritos

PALHA DE ALHO: Afasta más vibrações

Modo de usar: Varra a casa ou local a ser defumado, acenda uma vela para seu anjo de guarda, depois acenda um braseiro e coloque dentro do mesmo três tipos diferentes de ervas. Defume de dentro para fora, mantendo o pensamento firme de que está limpando sua casa, sua família e seu corpo.


DEFUMAÇÃO LUSTRAL- Além de afastar alguns remanescendes astrais que por ventura tenham se mantido após a defumação de descarrego, esta defumação atrai para o ambiente correntes positivas das entidades, que se encarregarão de abrir seus caminhos.

Ervas usadas:

ABRE CAMINHO: Abre o caminho atraindo bons fluidos dando força e liderança.

ALFAZEMA: Atrativo feminino, deixa o lar mais suave, limpa, purifica e traz o entendimento.

ANIS ESTRELADO: Atrativo. Chama dinheiro.

COLÔNIA: Atrai fluidos benéficos.

CRAVO DA ÍNDIA: Atrativo e chama dinheiro e dá força á defumação.

EUCALIPTO: Atrai a corrente de Oxossi.

LEVANTE: Abre os caminhos do ambiente.

LOURO: Abre caminho, chama dinheiro, prosperidade e dá energia ao ambiente.

MADRESSILVA: Desenvolve a intuição e a criatividade, favorece também a prosperidade.

MANJERICÃO: Chama dinheiro.

ROSA BRANCA: Paz e harmonia.

SÂNDALO: Atrativo do sexo oposto e também ajuda a conectar com a essência Divina.

Modo de usar: A defumação Atrativa (Lustral) deve ser feita da porta da rua para dentro do ambiente.






Na limpeza, evite escolher ervas com funções diferentes, por exemplo: Levante, Louro e Cardo Santo, pois duas estão abrindo o caminho, e a terceira (Cardo Santo) é para limpeza. Isso pode não combinar, por isso primeiro defume a casa fazendo somente a limpeza, de dentro para fora, depois use as ervas para atrair coisas boas (de fora para dentro).
Quando for fazer defumação de café e açúcar, não faça com os 2 juntos; Primeiro defume de dentro para fora com café, jogue as brasas e os resíduos bem longe, depois defume de fora para dentro com açúcar.
Quando for usar Incenso, Mirra e Benjoim, pode-se usar uma quarta erva para limpeza.
Muitas pessoas não podem defumar a casa porque o marido, mulher ou vizinhos não gostam de defumação. Então, para uma defumação mais simples e funcional, faça-a com incensos, seguindo a orientação abaixo:

PARA LIMPEZA DE AMBIENTE COM INCENSOS
Encha um copo virgem (de vidro) de arroz cru, coloque 8 varetas de incenso, podendo ser de Arruda, Alecrim, Cânfora, Eucalipto, Madressilva ou Pimenta, passe este copo na casa inteira (começando de dentro para fora da porta de entrada) e quando chegar na porta de entrada, deixe-os queimando, no término, jogue todos os resíduos (arroz e o pó do incenso) na água corrente, e o copo guarde para a próxima defumação.


Tabela de incensos:
Limpeza: Olibano, elemi,copal,cravo da índia, junipero, louro cedro, lavanda alecrim, salvia branca, sangue de dragão, sweetgrass.

Coragem: Elemi, sangue de dragão, balsamo do peru, olibano, palusanto, louro, lavanda, cedro, pinho, junipero, salvia branca, tomilho.

Criatividade: Anis estrelado, copal, cravo da índia, mastic, elemi, breuzinho, olibano, capim limão, junipero.

Relaxar: Lavanda, sândalo, vetiver, sandarac, nardo.

Meditação & oração: Sândalo, mirra, olibano, mastic, copal, nardo, Ladano, sangue de dragão, damar, aloes madeira.

Sono: Sândalo, nardo, galbano, mirra, salvia branca, lavanda.

Sonhos: Aloés madeira, mastic, louro, lavanda.

Amor: Sândalo, aloés copal, bejoin, mirra, vetiver, cássia, nardo, rosa patchuli.






Fontes: http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2005/12/defumacao.html
Saber da Terra;
Umbanda - Aprendizado Eterno http://www.povodesanto.com.br/catimbo/My_Homepage_Files/Page86.html
 http://pt.wikipedia.org/wiki/Tur%C3%ADbulo